Os Melhores Filmes na HBO Max – Abril/22

Com tantas opções de streaming disponíveis hoje no Brasil e com centenas ou até mesmo milhares de filmes e séries de TV disponíveis em cada um desses inúmeros serviços, escolher uma obra para assistir pode se tornar uma árdua tarefa, principalmente quando estamos com amigos ou familiares. Quem nunca ficou mais tempo escolhendo um filme do que realmente o assistindo depois? Por esse motivo, criei o Legenda Sincronizada, com dicas diárias do que assistir e críticas dos principais lançamentos do cinema e da televisão.

Dessa vez, decidi trazer as opções mais aclamadas dos principais serviços de streaming disponíveis hoje no Brasil. São aquelas obras aclamadas que todo amante do cinemas ou de séries de TV precisa assistir. São opções quase que obrigatórias, e aqui serão apenas três obras por post, porque a intenção é não passar muito tempo escolhendo! E hoje vamos examinar as melhores opções da HBO Max, uma das plataformas com conteúdo mais diverso e com melhor custo benefício atualmente. Vamos ao top 3 de abril!

SING STREET – 2016

Esse maravilhoso e divertido filme irlandês que em português recebeu o nome “Sing Street – Música e Sonho” é mais um ótimo trabalho do diretor e roteirista John Carney, que dirigiu o fabuloso Apenas Uma Vez (Once). Dessa vez ele nos trás uma comédia romântica coming of age também recheada de ótima ótimas músicas. O filme se passa na Irlanda em crise da década de 1980 e segue a história de Conor, também chamado de Cosmo (vivido por um excelente Ferdia Walsh-Peelo), que, para que a família consiga economizar, precisa mudar do caro colégio particular onde estudava e entrar numa escola católica de Dublin, o Synge Street. Lá, Conor vai ter que lidar com a repressiva disciplina cristã enquanto monta uma banda influenciada pelo synthpop dos anos 80 para impressionar uma garota. Veja bem, eu sou a última pessoa do mundo a me apaixonar por filmes onde um rapaz move céus e terras para conquistar o coração de uma garota, acho isso antiquado, cliché e problemático. Mas Sing Street é diferente, acreditem em mim!

HEREDITÁRIO – 2018

Foi daqui que pediram um filminho de terror traumatizante? Pois eu lhes trago Hereditário, o filme de estreia do diretor Ari Aster (que veio a dirigir Midsommar no ano seguinte). Hereditário conta a história da família Graham, que começa a passar por momentos difíceis após a morte da matriarca, Ellen. Tais momentos vão testar os limites e a sanidade da família, sobretudo da filha de Ellen, Annie, vivida pela extraordinária Toni Collette. O filme é cheio de detalhes e revelações, então é melhor que eu pare de comentar o enredo por aqui! Hereditário é um filme sobre traumas familiares, sobre heranças indesejadas e sobre a falta de controle sobre os acontecimentos. E nesse sentido, Ari Aster escreveu uma narrativa super meticulosa. Esse é aquele tipo de filme em que só se entende os motivo de todas as decisões narrativas no final, e se por acaso decidir assistir por uma segunda vez, você vai conseguir acompanhar as pistas, os “easter eggs” que são cuidadosamente incluídos no decorrer do filme.

JUDAS E O MESSIAS NEGRO – 2021

A temporada de filmes de 2020 e 2021 trouxe diversos filme históricos que se passaram no mesmo universo e que se complementam contando as histórias de uma mesma luta nos Estados Unidos dos anos 60. Além do ótimo Judas e o Messias Negro (Judas and the Black Messiah, no original em inglês), tivemos Os Sete de Chicago e Uma Noite em Miami. São filmes relevantes para o momento político no qual o mundo está passando hoje e mostram o quão árdua foi a luta de grupos de cidadãos, sobretudo negros, que se organizaram na busca por direitos civis. Dirigido por Shaka King, Judas e o Messias Negro narra uma fase da vida de Fred Hampton (interpretado pelo sempre incrível Daniel Kaluuya), um ativista dos direitos dos negros e revolucionário líder do partido dos Panteras Negras do estado de Illinois. Por conta de sua importância cada vez maior na política da região, ele atrai a atenção do FBI, que convence o ex-assaltante de carros William O’Neal (vivido por LaKeith Stanfield) a se infiltrar entre os Panteras Negras e atuar como espião.


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: