TITANE – 2021

O mais novo filme da jovem cineasta francesa Julia Ducournau é apenas o seu segundo longa-metragem feito para o cinema, após o excelente Raw (Grave, em francês), de 2016. O surpreendente Titane, que há alguns meses venceu o principal prêmio do concorrido Festival de Cinema de Cannes e acabou de ser o escolhido da França... Continuar Lendo →

SAW – 2004

O filme de terror responsável por popularizar o subgênero splatter nos anos 2000, Saw (que em português leva o nome de Jogos Mortais) foi também o responsável por lançar a carreira do cineasta James Wan, que dirigiu o filme, seu longa-metragem de estreia. O roteiro, por sua vez, foi escrito pelo amigo de longa data... Continuar Lendo →

CLOSET MONSTER – 2015

Este ótimo filme canadense dirigido e escrito por Stephen Dunn é um lindo drama com elementos de fantasia e de terror corporal, o conhecido body horror. Closet Monster (que em português recebe o nome de O Monstro no Armário, ou ainda com o estranho título de Oscar & Wilder, Amor Improvável) conta a história de... Continuar Lendo →

IN THE EARTH – 2021

Esse filme de terror britânico dirigido e escrito por Ben Wheatley é um mistura de subgêneros que quase funciona muito bem! Mas antes de falar sobre mais detalhes, preciso mencionar a incrível música do filme, composta pelo excelente Clint Mansell! Que viagem sonora maravilhosa! Bom, vamos ao enredo de In the Earth: ele conta a... Continuar Lendo →

HELLRAISER – 1987

Filmes de terror são, na sua essência, filmes queer. Toda história assustadora pode ser traçada para a história de vida de pessoas LGBTQIA+ de uma forma ou de outra, seja um filme com vampiros, com fantasmas, com serial killers, com demônios, ou um mero terror psicológico, o mundo do terror, onde as pessoas abominam aquilo... Continuar Lendo →

GRAVE – 2016

Um filme de terror francês, Grave (chamado Grave também no original em francês e Raw na versão em inglês) é dirigido e escrito por Julia Ducournau, uma jovem cineasta francesa que nas suas obras anteriores já mostrava interesse em trabalhar com narrativas que envolvem "body horror", o terror corporal que intencionalmente foca em violações físicas... Continuar Lendo →

WordPress.com.

Acima ↑