TITANE – 2021

O mais novo filme da jovem cineasta francesa Julia Ducournau é apenas o seu segundo longa-metragem feito para o cinema, após o excelente Raw (Grave, em francês), de 2016. O surpreendente Titane, que há alguns meses venceu o principal prêmio do concorrido Festival de Cinema de Cannes e acabou de ser o escolhido da França para disputar uma das vagas para as nomeações ao Oscar de Melhor Filme Internacional no ano que vem, é um terror no maior estilo body horror cheio de suspense e algum drama nas entrelinhas. O filme conta a história de Alexia (interpretada pela ótima Agathe Rousselle em seu primeiro papel no cinema), uma jovem que, quando criança, sofreu um acidente e precisou implantar uma placa de titânio num dos lados da cabeça. Anos depois, Alexia é uma dançarina que desenvolveu uma relação de proximidade com carros, enquanto sua conexão com as pessoas parece distante. Tudo isso acaba gerando uma série de eventos bizarros e assustadores que vão colocar em cheque a forma como a qual Alexia se enxerga e como ela enxerga aqueles ao seu redor.

Titane é com certeza um dos filmes mais absurdamente originais e surpreendentes dos últimos anos. Para quem já acompanha o trabalho de diretora e roteirista do filme, isso não chega a ser um espanto. Julia Ducournau gosta de trabalhar com o terror corporal, que causa desconforto e repulsa como poucos. Assim como em Raw, Titane traz cenas difíceis de assistir, mesmo quando não são extremamente gráficas. Algumas são bastante aterradoras e sempre muitíssimo bem feitas. Outros momentos, no entanto, parecem incoerentes com o caminho que a narrativa procura seguir. Ainda assim, o filme é um acontecimento! O terror se transforma em drama com cenas mais meditativas da metade do filme em diante, o que não deixa a obra menos tensa. No fim das contas, Titane é uma grande metáfora para a necessidade de pertencimento, de fazer parte de algo maior, de ter alguma família com a qual podemos contar, além de abordar questões de gênero e sexualidade de forma singular. E toda essa alegoria é executada de maneira impressionante, narrativamente e tecnicamente falando, com visuais atraentes e com a excelente atuação da protagonista, a estreante Agathe Rousselle.

Nota 9!

No momento, Titane ainda não está disponível nas plataformas oficiais de streaming ou de aluguel do Brasil, mas ele será lançado em breve pelo Mubi. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, você pode clicar em JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países para conferir de forma atualizada onde assisti-los!


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: