EASY A – 2010

Um clássico do cinema adolescente da virada dos anos 2000 para os anos 2010, Easy A (que em português leva o título de A Mentira) é uma excelente comédia dirigida por Will Gluck e estrelada por Emma Stone, que já começava a decolar na carreira na época. O filme se inspira vagamente no também clássico The Scarlet Letter (A Letra Escarlate), que é leitura obrigatória da literatura estadunidense para todo estudante do ensino médio daquele país, e que, por sua vez, já foi adaptado para o cinema inúmeras vezes. O filme conta a história de Olive (Stone), uma adolescente de 17 anos que, para fugir de um programa chato no final de semana, inventa para uma amiga que saiu com um rapaz e que perdeu a virgindade com ele. A história logo se espalha e Olive ganha uma fama que nunca teve antes entre os colegas de escola. Ao invés de refutar as mentiras que falam ao seu respeito, contudo, Olive decide tirar proveito da situação quando um amigo, Brandon (vivido por Dan Byrd), que sobre bullying por ser gay, pede que ela invente outra mentira sobre eles terem dormido juntos. Assim, a vida de Olive se torna cada vez mais parecida com a da protagonista do livro The Scarlet Letter, sendo julgada pelas pessoas do seu círculo social por fazer algo que nunca fez na realidade. Mas enquanto a princípio esse julgamento todo parece inofensivo, ele vai logo tomando proporções maiores do que a garota poderia imaginar e poderá acabar saindo do seu controle.

Emma Stone, nessa divertida comédia muito bem dirigida, já mostrava a que veio. Ela dá um show de atuação e mostra como consegue ser engraçada e ao mesmo tempo autêntica no papel de uma simples jovem normal. Mas não é possível falar de Easy A sem elogiar o texto maravilhosamente escrito por Bert V. Royal, que é gay na vida real e se baseou na sua própria vida para compor o personagem de Brandon. Nesse sentido, é até estranho pensar que o filme seja de 2010, porque ele parece incrivelmente atual, com um humor moderno e que lembra obras recentes como Booksmart, por exemplo. Um humor que envelheceu bem e mostra como a história do filme é a frente do seu tempo (assim como The Scarlet Letter foi em 1850, por sinal – sim, eu estudei Letras Inglês e tive que ler esse livro de Nathaniel Hawthorne). Além das ótimas atuações e de um roteiro criativo e bem escrito, Easy A conta ainda com os magníficos Patricia Clarkson e Stanley Tucci como os hilários e bizarros pais de Olive, e com um dos melhores usos de música num filme, quando Olive passa um final de semana inteiro ouvindo a grudenta Pocketful of Sunshine, da cantora Natasha Bedingfield!

Nota 10!

No momento, Easy A está disponível para streaming na HBO Max e na Oi Play ou para aluguel no Looke e na Microsoft Store. Clique em Letterboxd para conhecer detalhes e outras opiniões sobre o filme; e clique em JustWatch para conferir onde ele está disponível no seu país!


Veja também:

Um comentário em “EASY A – 2010

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: