Os Melhores Filmes na Globoplay – Abril/22

Com tantas opções de streaming disponíveis hoje no Brasil e com centenas ou até mesmo milhares de filmes e séries de TV disponíveis em cada um desses inúmeros serviços, escolher uma obra para assistir pode se tornar uma árdua tarefa, principalmente quando estamos com amigos ou familiares. Quem nunca ficou mais tempo escolhendo um filme do que realmente o assistindo depois? Por esse motivo, criei o Legenda Sincronizada, com dicas diárias do que assistir e críticas dos principais lançamentos do cinema e da televisão.

Dessa vez, decidi trazer as opções mais aclamadas dos principais serviços de streaming disponíveis hoje no Brasil. São aquelas obras aclamadas que todo amante do cinemas ou de séries de TV precisa assistir. São opções quase que obrigatórias, e aqui serão apenas três obras por post, porque a intenção é não passar muito tempo escolhendo! E hoje vamos examinar as melhores opções da Globoplay, o maior serviço de streaming brasileiro e repleto de filmes e séries nacionais. E vamos conhecer os escolhidos do mês!

A BRUXA – 2015

Antes mesmo de assistir A Bruxa eu já sentia que não seria um filme de terror como outro qualquer. E não foi! Foi experiências completamente perturbadora e exatamente como eu imagina: um filme imersivo que não quer te dar pequenos sustos momentâneos, mas sim trazer uma narrativa única e assombrosa. O filme narra a história de uma família cristã na Nova Inglaterra do início do século XVII, vivendo entra o vilarejo de onde foram expulsos e a floresta. Suas vidas, já dificultada pelas condições dessa marginalização, entram numa espiral de loucura e desconfiança quando o bebê mais novo na família desaparece. E nesse contexto e história se baseia nos medos mais humanos daquela época, no medo da natureza e de tudo que é desconhecido. Super bem escrito e dirigido, além de ter uma fotografia primorosa e atuações incríveis (foi o filme que lançou a carreira de Anya Taylor-Joy), o filme cria uma atmosfera de incerteza que nos consome. Realmente não é o terror mais convencional, é uma evolução dele, pautada no suspense psicológico e no roteiro criativo.

QUE HORAS ELA VOLTA? – 2015

Sempre bom relembrar do cinema brasileiro dos anos 2010. Esse filme maravilhoso da aclamada diretora Anna Muylaert é um dos maiores expoentes desse era e, além de uma produção excelente, é daqueles filmes que nos deixa satisfeitos e com o coração aquecido! A história é um retrato do Brasil contemporâneo, mostra a distância entre Val, empregada doméstica vivida por Regina Casé (numa atuação magistral) e sua filha Jéssica, que claramente não foi criada para seguir os passos da mãe. Após deixar a filha em uma pequena cidade pernambucana para ser criada por parentes, Val passa os próximos 13 anos trabalhando como babá de Fabinho em São Paulo. Ela tem estabilidade financeira, mas tem que viver com a culpa de não ter criado Jessica. Com a aproximação do vestibular de Fabinho, Jessica reaparece em sua vida e parece querer dar uma segunda chance à mãe. Com precisão e humor, as forças sutis e poderosas que mantêm as rígidas estruturas de classe no lugar e como os jovens podem ser os únicos a sacudir tudo. O filme mostra um Brasil que, com as devidas oportunidades, se tornou seguro e decidido, dono do seu próprio destino. Esse Brasil que incomoda as classes altas, abastadas e que não querem dividir seu espaço social. Que Horas Ela Volta? é uma aula!

GAROTA SOMBRIA CAMINHA PELA NOITE – 2014

Olha esse título! Apesar de eu amar o título em inglês (A Girl Walks Home Alone at Night, que é a tradução literal do nome original em persa: دختری در شب تنها به خانه می‌رود), acho o nome em português fabuloso, assim como esse filme! Dirigido pela iraniana Ana Lily Amirpour, esse filme mistura diferentes gêneros numa narrativa que cria uma das melhores atmosferas de terror que eu já vi. O filme narra a história de uma uma garota solitária que vaga pelas ruas de uma cidade. A garota é uma vampira que passa a maior parte do tempo ouvindo músicas em casa, andando de skate ou confrontando estranhos na rua, que acabam virando comida. Tudo muda no dia em que ela encontra pela rua um rapaz chamado Arash: eles criam uma conexão e a garota precisa se controlar para não morder o pescoço do rapaz, que também é solitário e problemático como ela. Garota Sombria Caminha pela Noite mistura terror com elementos de faroeste numa trama de suspense e cheia de romance! Toda essa miscelânea é filmada em preto e braco, dando ao filme uma atmosfera densa e arrepiante, de outro planeta. 


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: