Os 10 Filmes Mais Aguardados de Sundance 2022

Sundance Film Festival

Sundance Film Festival

Após um 2020 e um 2021 difíceis para os festivais de cinema, entramos em 2022 com a expectativa de um ano de recuperação para essa indústria tão atingida pela pandemia de covid-19. E para começar a jornada em janeiro, como sempre, temos o tradicional Festival de Cinema de Sundance em Utah, dos Estados Unidos, o maior festival de cinema independente do país. Dessa vez, o festival terá versão presencial e online e trará 82 filmes de diversos países. E será a minha primeira fez cobrindo o festival como parte da imprensa, então nada melhor do que começar com filmes mais aguardados (por mim e por outros amantes do cinema) de Sundance 2022!

Resurrection – Dirigido por Andrew Semans, esse é um suspense protagonizado pela maravilhosa Rebecca Hall, de Christine e The Night House. Precisa dizer mais alguma coisa? A sinopse é intrigante: A vida de Margaret está em ordem. Ela é capaz, disciplinada e bem-sucedida. Em breve, sua filha adolescente, que Margaret criou sozinha, irá para uma ótima universidade, exatamente como a mãe pretendia. Tudo está sob controle, até que David, um monstro do seu passado, retorna trazendo horrores antigos.

Sharp Stick – O mais novo filme dirigido e escrito por Lena Dunham tem tudo para ser o seu comeback! Ame-a ou odeie-a, não tem como negar o seu talento em criar histórias autênticas, como ela fez no seu primeiro filme Tiny Furniture ou no seriado Girls. A sinopse diz: Sarah Jo é uma ingênua jovem de 26 anos que mora nos arredores de Hollywood com sua mãe e sua irmã. Ela apenas deseja ser vista. Quando Sarah começa um caso com seu chefe mais velho, ela vai ser obrigada a aprender sobre sexualidade, perda e poder.

Alice – Dirigido e escrito por Krystin Ver Linden, Alice é protagonizado pela excelente Keke Palmer e é inspirado em fatos reais. A sinopse chama a atenção (embora lembre o irregular Antebellum): Quando uma mulher presa como escreva no estado norte-americano da Geórgia do século XIX escapa do seu captor, ela descobre a realidade chocante que existe além do bosque: é 1973.

Final Cut – Um filme francês dirigido por Michel Hazanavicius (vencedor do Oscar por O Artista), essa comédia de terror é uma adaptação do incrível filme japonês lançado há alguns anos, One Cut of the Dead. A sinopse conta: As coisas saem do controle para uma pequena equipe de filmagem que está rodando um filme de zumbis de baixo orçamento quando o grupo é atacado por zumbis de verdade.

You Won’t Be Alone – Outro terror, essa história sobrenatural escrita e dirigida por Goran Stolevski é um filme australiano protagonizado pela maravilhosa Noomi Rapace, que esteve recentemente em Lamb. A inusitada sinopse lê: Num vilarejo isolado nas montanhas da Macedônia do século XIX, uma jovem bruxa mata um camponês acidentalmente. Ela então assume a forma do camponês para ver como é a vida na pele dele, despertando uma curiosidade profunda de experimentar a vida dentro do corpo de outras pessoas.

892 – Dirigido e escrito por Abi Damaris Corbin, esse é um drama baseado em fatos reais e protagonizado pelo ótimo John Boyega. Ele traz a seguinte sinopse: Quando o veterano de guerra Brian Brown-Easley percebe que não faz receber seu cheque por invalidez, ele se vê à beira de perder sua casa e não ter onde morar com a filha. Sem outras opções, Brian entra num banco e diz “Eu tenho uma bomba”.

When You Finish Saving the World – O filme que marca a estreia do ator Jesse Eisenberg na direção de um longa-metragem (cujo roteiro também é assinado por ele), esse é um drama da A24 baseado num audiobook de 2020 escrito pelo próprio Eisenberg. Ele é protagonizado por Julianne Moore e Finn Wolfhard. A sinopse lê: Evelyn e seu filho indiferente Ziggy procuram substitutos um para o outro, enquanto Evelyn tenta desesperadamente cuidar de um adolescente num abrigo, enquanto Ziggy se atrapalha em sua busca por uma jovem brilhante na escola.

Utama – O drama boliviano dirigido e escrito por Alejandro Loayza Grisi é um dos mais aguardados do festival. Sua sinopse conta: No planalto boliviano, Virginio e sua esposa, Sisa, são um casal de idosos quéchua que vive o mesmo cotidiano há anos. Quando uma longa e incomum seca ameaça todo o seu modo de vida, o casal enfrenta o dilema de resistir ou ser derrotado pelo meio ambiente e pelo próprio tempo.

Dual – Uma ficção científica escrita e dirigida por Riley Stearns, ela traz no elenco os maravilhosos Karen Gillan, Aaron Paul e Beulah Koale. A curiosa sinopse conta: Depois de receber um diagnóstico terminal, Sarah encomenda um clone de si mesma para amenizar a perda que seus amigos e familiares teriam. Quando ela faz uma recuperação milagrosa, no entanto, sua tentativa de ter seu clone descomissionado falha e a leva a um verdadeiro duelo judicial até a morte.

Marte Um – Um dos três filmes brasileiros no festival, o filme é escrito e dirigido por Gabriel Martins e traz uma perspectiva muito real no Brasil nos dias dia hoje: Segue a sinopse: No Brasil, os quatro membros de uma família negra de classe média baixa tentam manter o ânimo e os sonhos vivos nos meses que se seguem à eleição de um presidente de direita, um homem que representa tudo o que eles não são.

Menções honrosas: escolher filmes em um festival do tamanho de Sundance é sempre um desafio, são diversos filmes em apenas dez dias, e como imprensa, meu passaporte dá direito a 25 filmes. Os dez títulos acima estão entre os que eu e outros críticos mais aguardam, mas claro, há muitos outros filmes que merecem nossa atenção. O documentário brasileiro The Territory e o curta também do Brasil Flat Earth VR com certeza estarão entre os filmes que eu tentarei assistir, bem como a comédia dramática Cha Cha Real Smooth, estrelada por Dakota Johnson e o interessante Emily the Criminal, que traz a ótima Aubrey Plaza como protagonista. Outro filme com Dakota Johnson no radar é o Am I Ok? co-dirigido pela comediante Tig Notaro. Além disso, há o terror que tem chamado atenção, o dinamarquês Speak no Evil. Por fim, não quero perder After Yang, o novo filme do incrível Kogonada, de Columbus, nem o elogiadíssimo The Worst Person in the World, do diretor norueguês Joachim Trier, ambos que já estrearam em festivais em 2021, mas que ainda não foram lançados para o público.

A lista completa você encontra no site do festival: festival.sundance.org


Já que está aqui, veja mais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: