MAD MAX: ESTRADA DA FÚRIA – 2015

O quarto filme da franquia Mad Max, todos dirigidos pelo incrível diretor australiano George Miller, é também um dos filmes de ação pós-apocalípticos mais aclamados de todos os tempos. Por mais que o filme ainda siga acompanhando a história do personagem Max, que é o protagonista também dos três filmes anteriores, não é necessário ter assistido a todos os filmes da série para entender Estrada da Fúria (no original intitulado Mad Max: Fury Road). Dessa vez, a trama une Max à Imperatriz Furiosa (vivida magistralmente por Charlize Theron), uma capitã da guerra que se rebela contra o tirano Immortan Joe na tentativa de resgatar as esposas que ele mantem aprisionadas. Assim se inicia uma fuga se proporções colossais que vai criar uma verdadeira guerra daqueles mais desesperados por esperança contra os que dominam os escassos recursos existentes.

Mad Max: Estrada da Fúria é sem dúvidas um dos melhores filmes já produzidos na história do cinema. George Miller cria um universo espetacularmente devastador e ao mesmo tempo de encher os olhos. Os impressionantes efeitos visuais foram 90% feitos de forma prática (sem o auxílio de efeitos de computação gráfica). Além de visualmente lindo, a trama é emocionalmente forte. Na luta por liberdade e pela reconstrução do mundo, Furiosa põe em risco tudo o que tem. Ela resgata mulheres vítimas de abuso (e aqui é importante ressaltar que o filme fala de abuso sexual sem precisar mostrar cenas de abuso, o que poucos cineastas conseguem fazer) e parte com elas rumo ao desconhecido. Há uma esperança de que em algum lugar além do vasto deserto de areia exista uma mundo menos árido e menos autoritário. A miséria que cerca as personagens do filme não é só a miséria de recursos, mas também a miséria mental. Nesse contexto, o filme consegue fazer ótimas críticas a nossa sociedade atual e mostra uma imagem do que podemos vir a nos tornar num futuro não muito distante, caso continuemos a explorar o nosso planeta e as pessoas que nele habitam de forma tão selvagem.

Nota 10!

Atualmente esse clássico do cinema moderno está disponível para aluguel no Looke, no Google Play, no iTunes e na Microsoft Store.


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: