SPIDER-MAN: INTO THE SPIDER-VERSE – 2018

Tendo em vista a chegada do tão aguardado terceiro filme do Homem-Aranha no Universo Cinemático da Marvel, Spider-Man: No Way Home, que será lançado no final de dezembro, decidi trazer aqui algumas das considerações que eu tenho sobre o melhor longa-metragem desse super-herói até hoje: Spider-Man: Into the Spider-Verse, que em português leva o título de Homem-Aranha no Aranhaverso. A animação da Sony Pictures Animation é dirigida por Bob Persichetti, Peter Ramsey e Rodney Rothman e se trata do primeiro filme de animação nessa longa franquia de filmes do Homem-Aranha que já passou por tantas versões desde a virada do século. Aclamado pela crítica e pelo público, o filme recebeu diversos prêmios, inclusive o Oscar de Melhor Animação e traz como protagonista o jovem Miles Morales (dublado por Shameik Moore), que se torna o novo Homem-Aranha após a morte de Peter Parker (dublado por Chris Pine). Enquanto Miles tenta conciliar entre ser um estudante do ensino médio e ser um super-herói, ele decide visitar o túmulo de seu ídolo em uma noite chuvosa e é surpreendido com a presença do próprio Peter. Ele logo vai descobrir que se trata de uma nova versão de Peter que veio de uma dimensão paralela, assim como diversas outras versões do Homem-Aranha que começam a aparecer na cidade.

Spider-Man: Into the Spider-Verse é único e espetacular. Um filme singular em vários sentidos, ele tem uma animação visualmente exuberante que mistura diversas técnicas e no traz um resultado impressionante. O efeitos de CGI realmente dão a impressão de que o filme foi desenhado a mão, com uma riqueza de detalhes e de movimentos que chega a assustar e evoca o estilo e as cores dos quadrinhos. O filme também é o primeiro a trazer um Homem-Aranha negro como protagonista, o que é uma representatividade muito bem-vinda. E felizmente, essa representatividade não é gratuita, uma vez que Miles é bem desenvolvido como personagem, assim como sua família e outros personagens secundários, incluindo os demais Homens-Aranhas (e Mulheres-Aranhas, Porcos-Aranhas, Robôs-Aranhas, etc). Com vilões interessantes e uma histórias cativante, Spider-Man: Into the Spider-Verse acerta em todos os elementos, conseguindo ser divertido e super empolgante a todo momento. As atuações de voz são muito boas também, com atores escolhidos a dedo, com destaque para a sempre fabulosa Kathryn Hahn como Olivia “Liv” Octavius, uma versão feminina do Doctor Octopus; a ótima Kimiko Glenn como Peni Parker, uma versão alternativa do Homem-Aranha que comanda um robô; e o icônico Nicolas Cage como um misterioso e hilário Peter Parker alternativo, com aspecto noir. E para fechar com chave de ouro, a animação conta ainda com uma extraordinária trilha sonora deliciosa encabeçada pela adorável canção Sunflower, do Post Malone com o Swae Lee.

Nota 10!

No momento da publicação deste artigo, Spider-Man: Into the Spider-Verse está disponível para streaming no Telecine e no Now, e para aluguel no iTunes, Google Play, Microsoft Store, Looke e Claro Video. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, já que os filmes estão sempre mudando de streaming, você pode clicar em JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países, para conferir de forma atualizada onde assisti-los!


Veja também:


Um comentário em “SPIDER-MAN: INTO THE SPIDER-VERSE – 2018

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: