QUANDO EU ERA VIVO – 2014

Um ótimo filme de suspense e terror do talentoso cineasta brasileiro Marco Dutra, que adora trabalhar com histórias assustadoras, mas também cheias de drama. Quando Eu Era Vivo é baseado na obra chamado A Arte de Produzir Efeito Sem Causa, do aclamado escritor brasileiro Lourenço Mutarelli, famoso pelo seu livro O Cheiro do Ralo (que também teve adaptação para o cinema dirigida por Heitor Dhalia). O filme conta a história de Júnior (vivido pelo ótimo Marat Descartes), um homem que, após perder o emprego e se separar da esposa, volta a viver com o pai (interpretado pelo sempre eficiente Antônio Fagundes). De volta à casa onde passou sua infância, o rapaz começa a reviver memórias antigas e misteriosas de sua mãe e seu irmão, enquanto compartilha seu novo sentimento de nostalgia com a inquilina que divide a casa com eles, Bruna (vivida por uma surpreendente Sandy Leah). Nesse contexto, o protagonista começa a viver seu passado de forma intensa, o que pode ser perigoso quando as barreiras entre o real e o imaginário começam a se desfazer.

Esse ótimo terror nacional é um excelente exemplo de como o Brasil pode produzir histórias horripilantes, cheias de tensão e suspense, apesar da fama de que o país não tenha tradição no gênero. Ele é um terror sutil, cheio de nuances que deixam a narrativa instigante e criam um clima de imprevisibilidade crescente que nos envolve pouco a pouco. O foco no horror psicológico funciona bastante, é um forma eficiente de criar medo e de nos apresentar a história e os segredos dessa aflita família. A mistura com horror sobrenatural traz um elemento ainda mais empolgante, principalmente na etapa final do filme. As performances de Quando Eu Era Vivo são ótimas e ajudam a construir um excelente conto sobre família e sobre origens. Apesar de todas as qualidades, o filme não é perfeito. Seria bom conhecer um pouco mais da personagem vivida por Sandy, que não tem suas motivações tão desbravadas quanto poderia. Mas isso não tira os méritos da obra, que conta também com um maravilhoso trabalho de câmera e um senso de humor bastante singular.

Nota 8!

No momento, Quando Eu Era Vivo está disponível para streaming na Globoplay e para aluguel no iTunes e no Spamflix, além da opção de compra no Google Play. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, você pode clicar em JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países para conferir de forma atualizada onde assisti-los!


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: