FRINGE – 2008/13

Uma série de TV bastante original criada por pelos talentosos J. J. Abrams, Alex Kurtzman e Roberto Orci (alguns dos nomes por trás dos maiores sucessos da televisão de todos os tempos). Uma ficção científica cheia de personalidade, Fringe (que no Brasil também pode ser encontrada com o título de Fronteiras) conta a história de uma divisão do FBI encarregada de investigar uma série de ocorrências inexplicáveis, muitas vezes assustadoras, que estão relacionadas a mistérios que cercam um possível universo paralelo. Os integrantes do time incluem Olivia Dunham (vivida pela fabulosa Anna Torv), uma agente do FBI determinada e competente que possui habilidades especiais que ela mesma desconhece; Peter Bishop (interpretado por um sempre eficiente Joshua Jackson), um jovem civil que é contratado como consultor para trabalhar com Olivia e seu pai, o cientista considerado louco Walter Bishop (vivido por um incrível John Noble); e, completando o time, temos a adorável assistente Astrid Farnsworth (interpretada pela igualmente adorável Jasika Nicole). Juntos, os quatro vão embarcar nas aventuras mais bizarras e insanas das últimas décadas, viajando por universos inimagináveis e cheios de perigos.

Fringe começa como uma típica série de ficção científica dos anos 90 e 2000, lembra muito a famosa Arquivo X, por exemplo, com os casos da semana que são investigados pelo time do FBI, todos independentes uns dos outros, até que na metade da primeira temporada a série toma um curso diferente. Ela começa a desenhar uma narrativa unificada, um arco que junta as histórias de todos os episódios e mostra que há uma ideia comum por traz de todos esses casos apresentados individualmente nos episódios anteriores. E é aí que a série se torna super original e fascinante, nos levando a viver momentos chocantes e divertidos com aqueles personagens deliciosos ao longo de cinco intrigantes temporadas, cada uma com uma vibe distinta. E as atuações? Todas incríveis, principalmente o apaixonante Noble. Mas além dos quatro protagonistas, temos outros personagens importantes e muito bem interpretados, como Nina Sharp (vivida pela excelente Blair Brown) e Phillip Broyles (interpretado pelo competente Lance Reddick). Mesmo com algumas pedras no caminho, Fringe consegue conquistar facilmente qualquer fã de aventura e de ficção científica que ama surpresas!

Nota 8!

No momento da publicação deste artigo, Fringe está disponível nas plataformas oficiais de streaming da HBO Max e da Globoplay. Se você se interessou pele série e quer conhecer mais sobre ela, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o TvTime, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do TV. Além disso, você pode clicar em JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países para conferir de forma atualizada onde assisti-los!


Veja também:


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: