SHIVA BABY – 2020

Hoje eu quis assistir uma comédia, o que é raro, já que não é meu gênero favorito. E lembrei que fazia tempo que não escrevia sobre uma comédia aqui no site, então fiz minha pesquisa básica de comédias bem avaliadas em sites de cinema e logo encontrei Shiva Baby. Esse filme é dirigido pela jovem Emma Seligman, em seu primeiro longa-metragem, que por sua vez é baseado no seu curta-metragem com o mesmo nome (que foi seu trabalho de conclusão de curso na Universidade de Nova York). Shiva Baby conta a história de uma jovem chamada Danielle (interpretada por Rachel Sennott) que vai com seus pais a um “shiva”, que é cerimônia judaica que ocorre por dias após o funeral de um familiar. Na cerimônia, Danielle vai ter que lidar com a pressão da família, bater de frente com a ex-namorada e ser surpreendida pelo aparecimento do “sugar daddy” com quem ela mantem um relacionamento em troca de dinheiro. Tudo isso enquanto ela sofre uma crise de ansiedade.

Shiva Baby tem momentos hilários, realmente muito engraçados. As situações nas quais Danielle se encontra são bizarras e inusitadas, além de sempre constrangedoras. Aqueles que possuem famílias grandes vão se identificar com a loucura que o shiva se torna, mesmo que sejam famílias que sigam outras religiões. Vão se identificar ainda mais aqueles que sofrem pressão da família para conseguir um bom emprego e ou bom parceiro para casar. Danielle estuda gênero, faz stand-up e é bissexual, ou seja, foge de tudo aquilo que seus parentes gostariam que ela fosse. E por mais que a relação de Danielle com a ex-namorada e com seu sugar daddy sejam as forças que impulsionem o roteiro, é a complexa relação que ela tem com o pais (vividos pelos incríveis Polly Draper e Fred Melamed) que realmente brilha! Além de uma ótima comédia repleta de temas relevantes, Shiva Baby conta ainda com uma ótima edição que nos faz sentir um pouco da ansiedade que a protagonista está sentindo, além de contar com uma música que aumenta a tesão da narrativa, parecendo até um filme de terror em rápidos momentos. A segunda metade do filme é um pouco repetitiva e fica claro o esforço da diretora em transformar o curta de oito minutos num longa de 78. Ainda assim, é uma ótima e divertida experiência.

Nota 9!

No momento, Shiva Baby está disponível na plataforma de streaming do Mubi Brasil.


Veja também:

Um comentário em “SHIVA BABY – 2020

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: