DOCTOR STRANGE IN THE MULTIVERSE OF MADNESS – 2022

O mais novo blockbuster do momento, Doctor Strange in the Multiverse of Madness (ou Doutor Estranho no Multiverso da Loucura em português do Brasil) é um filme de super-herói estadunidense de 2022 baseado nos quadrinhos da Marvel Comics com o personagem Doutor Estranho. Produzido pela Marvel Studios e distribuído pela Walt Disney Pictures, ele é a sequência do filme Doutor Estranho de 2016 e o vigésimo-oitavo longa-metragem do Universo Cinematográfico Marvel (o famoso MCU). A obra foi dirigido pelo aclamado diretor de filmes de terror Sam Raimi (da franquia Evil Dead) e escrito por Michael Waldron. No filme, Strange (vivido por Benedict Cumberbatch) precisa proteger a jovem America Chavez (interpretada por Xochitl Gomez), uma adolescente capaz de viajar pelo multiverso pulando de um universo paralelo a outro, da cada vez mais obcecada Wanda Maximoff – a Feiticeira Escarlate (interpretada por Elizabeth Olsen), que quer ter o poder de Gomez para viver num outro universo onde seus filhos estejam vivos.

Com quase trinta filmes na franquia, o MCU precisa cada vez mais de filmes que consigam trazer uma sensação de novidade, que alcancem a façanha de revigorar o gênero de filmes de super-heróis, e o novo Doctor Strange é bem sucedido nesse empreitada. A minha impressão é de que quanto menos um filme da Marvel lembrar outros filmes da Marvel, melhor, e mesmo com elementos e personagens que sejam facilmente identificados como parte do MCU, Doctor Strange é diferente de tudo que já vimos nessa série de filmes, principalmente devido à direção de Sam Raimi. Os comentários de que Doctor Strange in the Multiverse of Madness é um filme de terror são completamente justificados – Raimi não deixa de lado suas origens e inclui cenas assustadoras, muita tensão e alguns ótimos jump scares, trazendo de longe o filme mais arrepiante do MCU até hoje. O roteiro mediano, por sua vez, acaba arrastando a narrativa em alguns momentos e, se não fossem pelo sólido elenco e pelas ótimas participações especiais, algumas sequências se tornariam mais massantes do que deveriam. Por fim, na continuidade com os demais filmes e séries do MCU, talvez a única outra obra essencial para o espectador mais atento seja a minissérie da Disney+ WandaVision, embora ainda seja completamente possível se divertir e ter uma boa experiência assistindo o filme isoladamente, sem nunca ter visto outras obras do universo compartilhado Marvel. Seria a mesma experiência? Certamente não, pelo menos não tão empolgante, mas ainda assim aprazível – principalmente para os fãs de Sam Raimi.

Nota 7!

No momento da publicação deste artigo, Doctor Strange in the Multiverse of Madness ainda não está disponível nas plataformas oficiais de streaming ou de aluguel do Brasil, mas pode ser encontrado em cartaz nos cinemas. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, já que os filmes estão sempre mudando de streaming, você pode visitar o JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países, para conferir de forma atualizada onde assisti-los! 🎥


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: