VIÚVA NEGRA – 2021

Depois de dois anos sem introduzir nenhum filme novo do seu universo cinemático, a Marvel finalmente lança o aguardado Viúva Negra (Black Widow, no original em inglês), o primeiro filme da fase 4 do MCU e o primeiro filme solo da super-heroína que dá nome à obra. Interpretada por Scarlett Johansson, a espiã Natasha Romanoff fez sua estreia em Homem de Ferro 2, de 2010, e desde então tem sido uma personagem marcante e fundamental no desenvolvimento do time de Vingadores que virou um dos maiores fenômenos do cinema mundial. Dirigido por Cate Shortland e com roteiro de Eric Pearson, Viúva Negra volta no tempo para contar detalhes do passado de Natasha e sua família de espiões russos, que inclui sua irmã Yelena (interpretada por uma sempre incrível Florence Pugh), seu pai Alexei (vivido por David Harbour) e sua mãe Melina (interpretada pela icônica Rachel Weisz). Essa família, que é na verdade fictícia, precisa ser desmantelada quando uma missão nos Estados Unidos é finalizada e eles retornam à Rússia onde suas vidas tomam rumo completamente distintos. Yelena é treinada, como a irmã, para se tornar uma das “viúvas negras”, combatentes que têm sua vontade própria controlada por um mecanismo externo. Mas quando Yelena descobre que há uma forma de recuperar seu livre arbítrio e salvar as demais viúvas, ela vai tentar reunir sua antiga família, mesmo que isso tenha um custo muito alto.

Se passando durante os eventos de Capitão América: Guerra Civil, Viúva Negra chega para finalmente fazer justiça a uma das personagens mais desvalorizadas do MCU. Natasha já teve diferentes sotaques e personalidades nos filmes da Marvel e começou apenas como uma adição feminina num universo exclusivamente masculino. Levou tempo para que os próprios produtores acreditassem no potencial da personagem e lhe dessem agência para viver seus próprios arcos independentemente dos outros heróis. Em Viúva Negra, finalmente temos detalhes sobre sua origem e sua vida pregressa, talvez um pouco tarde demais se levarmos em conta o contexto do MCU pós Vingadores: Ultimato, mas é importante que esse momento tenha chegado ainda assim. O filme tem ótimas cenas de ação, boas atuações e uma história que, quando excluímos os clichés, um CGI estranho em alguns momentos e a geopolítica bizarra do universo Marvel, é bastante convincente, mesmo que não avance muito na narrativa da fase 4. Florence Pugh é com certeza uma ótima adição ao MCU e eleva cada cena em que aparece (só espero que ela continue fazendo os filmes independentes maravilhosos que ela sempre fez mesmo com essa nova carreira). A história ainda traz uma boa mensagem, mesmo que esse não seja o grande foco do filme, que é mais um típico blockbuster para quando procuramos um bom entretenimento.

Nota 7!

No momento, Viúva Negra está disponível para streaming no premier access do Disney+ e em cartaz nos cinemas.


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: