Os Melhores Filmes no Star+ – Março/22

Com tantas opções de streaming disponíveis hoje no Brasil e com centenas ou até mesmo milhares de filmes e séries de TV disponíveis em cada um desses inúmeros serviços, escolher uma obra para assistir pode se tornar uma árdua tarefa, principalmente quando estamos com amigos ou familiares. Quem nunca ficou mais tempo escolhendo um filme do que realmente o assistindo depois? Por esse motivo, criei o Legenda Sincronizada, com dicas diárias do que assistir e críticas dos principais lançamentos do cinema e da televisão.

Dessa vez, decidi trazer as opções mais aclamadas dos principais serviços de streaming disponíveis hoje no Brasil. São aquelas obras aclamadas que todo amante do cinemas ou de séries de TV precisa assistir. São opções quase que obrigatórias, e aqui serão apenas três obras por post, porque a intenção é não passar muito tempo escolhendo! E hoje vamos examinar as melhores opções do Star+, o segundo streaming da Disney com foco em conteúdo mais adulto. Vamos ao top 3!

ELA – 2013

Ela (Her, no título em inglês) é uma comédia romântica futurista brilhantemente escrita e dirigida por Spike Jonze. O enredo conta a história de Theodore (Joaquin Phoenix), um homem solitário que, após seu divórcio, acaba se apaixonando por Samantha, uma assistente virtual com inteligência artificial que é personificada através da uma voz humana feminina (Scarlett Johansson). O resultado desse absurdo? Um do melhores filmes dos últimos anos, ganhador do Oscar de Melhor Roteiro Original. O filme foca nas dificuldades de Theodore em encontrar uma parceira após sua separação. Todas as tentativas de conexão com outras pessoas acabam fracassadas, geralmente pelo medo que Theodore ainda tem de se comprometer novamente. Mas tudo muda quando ele começa a perceber em Samantha uma companhia agradável e menos intimidadora. A inteligência artificial do sistema operacional de Samantha, com acessos aos documentos e arquivos de Theodore, desenvolve um amplo conhecimento dos seus desejos e necessidades, criando um ambiente confortável e seguro. Mas é possível um relacionamento entre um homem e um “computador”, como diz a ex-mulher de Theodore numa cena?

A CHEGADA – 2016

Acho até complicado falar de A Chegada (Arrival, no título original em inglês), porque é um dos meus filmes favoritos de todos os tempos. Já assisti algumas vezes e sempre me afeta como se fosse a primeira vez. Para mim, esse é o auge da carreira do Denis Villeneuve, maravilhoso diretor canadense, muito embora ele ainda seja super jovem e tenho muitos anos de trabalho pela frente! Além de ser um dos filmes mais bem feitos que eu já vi e ter uma das histórias mais surpreendentes, ele une duas áreas que estudei por anos: linguística e relações internacionais (sim, sou formado em Letras e em Relações Internacionais). A Chegada é uma ficção científica cheia de drama que conta a história da linguista Drª Louise Banks (vivida por Amy Adams), uma professora convidada pelo exército a auxiliar na comunicação com os seres extraterrestres que apareceram na Terra misteriosamente. A mensagem principal do filme, dentre tantas que podem ser compreendidas, é de que a comunicação é o caminho para a salvação da espécie humana.

BROKEBACK MOUNTAIN – 2005

Um divisor de águas do cinema LGBTQ+ moderno, Brokeback Mountain (ou O Segredo de Brokeback Mountain na versão em português) é a obra-prima do fabuloso diretor taiwanês Ang Lee. Distribuído pela Focus Features nos Estados Unidos, com um diretor aclamado e quatro já consolidadas estrelas de Hollywood nos papeis principais, o filme foi sucesso de público e crítica quando lançado em 2005 e também foi uma das primeiras obras com protagonistas LGBTQs que muita gente assistiu nos cinemas. Esse incrível filme baseado no conto da escritora Annie Proulx narra a história de Ennis Del Mar (vivido por um magnífico Heath Ledger) e Jack Twist (interpretado por um não menos impressionante Jake Gyllenhaal), dois cowboys contratados para cuidarem de um rebanho de ovelhas durante um verão na montanha Brokeback no início dos anos 60. Isolados nas montanhas, Ennis e Jack acabam cedendo a uma paixão incontrolável, que precisa se manter secreta devido ao medo do preconceito da época. Ao longo dos anos, o casal continua se encontrando periodicamente, mesmo estando casados com suas esposas (vividas por Michelle Williams e Anne Hathaway), e fazendo o possível para não por um fim no amor que sentem um pelo outro.


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: