X – 2022

O mais novo filme de terror do jovem, porém experiente cineasta estadunidense Ti West. X (que ainda não possui um título oficial em português do Brasil) foi dirigido, escrito e co-produzido por West e é distribuído nos Estados Unidos pela A24. Aclamado pela crítica e sucesso de público, o filme viaja para o Texas de 1979 para nos contar a história de um grupo de jovens que decidiu fazer um filme pornográfico em uma fazenda isolada na zona rural do estado. Seus anfitriões reclusos e idosos têm um interesse especial em seus jovens convidados e, à medida que a noite cai, o interesse malicioso do casal toma um rumo violento. O elenco é encabeçado pela talentosa Mia Goth, que interpreta tanto a ambiciosa atriz pornô Maxine quanto a idosa que vive na fazenda, Pearl.

X é mais um filme que traz a velhice como elemento do terror, na esteira de outros sucessos recentes, como Relic, The Visit e The Taking of Deborah Logan. Essa tendência não é nova, no entanto, e o uso de personagens mais velhos como assustadores e grotescos pode ser traçado desde os anos 50 e 60. Eu me lembrei particularmente de Relic enquanto assistia X, pelo fato de que ambos os filmes Isso me lembrou tentarem abordar alguns dos muitos desafios que vivem os idosos, embora Relic faça isso um pouco melhor com atores mais velhos e sem demonizá-los. Ainda assim, X é bastante interessante e bem feito, com ótimas atuações, uma maquiagem incrível e um desenvolvimento envolvente. Adorei também alguns dos momentos de construção de suspense e tensão, além de algumas das cenas de morte criativas e arrepiantes.

Meu momento favorito da narrativa, no entanto, se dá na metade do filme, numa sequência em que o grupo de jovens cineastas canta a icônica música Landslide da banda Fleetwood Mac. Foi um momento inesperado que humanizou os personagens, tanto protagonistas quanto antagonistas, e trouxe contornos especiais nesse filme de terror. O fato de Mia Goth interpretar tanto Maxine quanto Pearl faz todo sentido na história, embora eu lamente o fato de não termos uma atriz idosa escalada para o papel. Vale lembra que, enquanto gravavam X, Ti West e Mia Goth filmaram uma outra história simultaneamente, que resultará num segundo filme chamando Pearl, que se passa no mesmo universo e mostrará como foi a juventude da antagonista de X.

Nota 8

No momento da publicação deste artigo, X ainda não está disponível nas plataformas oficiais de streaming ou de aluguel do Brasil. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, já que os filmes estão sempre mudando de streaming, você pode visitar o JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países, para conferir de forma atualizada onde assisti-los! 🎥


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: