ANTLERS – 2021

Quando eu soube que Keri Russell e Jesse Plemons, dois dos meus atores favoritos, estariam juntos num filme de terror produzido por Guillermo del Toro, minha expectativa foi às alturas e fiquei contando os minutos para a sua estreia, que seria em abril de 2020. Mal sabia eu que uma pandemia devastadora colocaria o mundo num estado de caos e que eu teria que esperar muito mais para assistir Antlers (que em português ganhou o terrível título de Espíritos Obscuros). Mas finalmente ele estreou e a recepção da crítica, da qual eu compartilho, foi mista. Dirigido por Scott Cooper, o filme é um terror sobrenatural e de monstro que se baseia num conto chamado The Quiet Boy, escrito por Nick Antosca, que também é um dos co-roteiristas do filme. Na trama, acompanhamos a história da professora primária Julia Meadows (vivida por uma sempre excelente Keri Russell) que, no novo emprego numa escola do interior do estado americano do Oregon, tenta proteger seu aluno, o pequeno e tímido Lucas (Jeremy T. Thomas), mas acaba descobrindo que ele e sua família escondem um segredo horripilante. Julia então precisará contar com a ajuda do irmão, o xerife Paul Meadows (interpretado por um sempre eficiente Jesse Plemons), para salvar seu aluno e também superar dramas do passado.

O potencial de Antlers é gigantesco, ele aborda um elemento riquíssimo da cultura algonquina, um povo indígena nativo da América do Norte, através de uma lenda completamente aterradora. Esse potencial, no entanto, não é totalmente explorado por dois motivos principais. O primeiro é a falta de representatividade indígena no filme, que tem um único ator nativo norte-americano no elenco, Graham Greene, cujo papel é pequeno, basicamente servindo para expor o mito que é trazido na história. O segundo problema é que a narrativa não consegue se aprofundar nos temas e nas metáforas que propõe, que são várias, como abuso infantil, pobreza e solidão. Ainda assim, há diversos pontos positivos em Antlers que precisam ser ressaltados e o primeiro é a sua beleza. Com um lindíssimo cenário da região da Cascádia, uma das mais belas da América do Norte, não é difícil se encantar com o visual do filme que, por sua vez, contribui com a construção da envolvente atmosfera da narrativa. O filme nos faz sentir uma insegurança a todo momento e o clima de cidade pequena ajuda a criar uma sensação de isolamento. As atuações também são ótimas, como não poderia deixar de ser com Russell e Plemons encabeçando o elenco, e colaboram para deixar a experiência um pouco mais positiva.

Nota 6!

No momento da publicação deste artigo, Antlers ainda não está disponível nas plataformas oficiais de streaming ou de aluguel do Brasil. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, já que os filmes estão sempre mudando de streaming, você pode clicar em JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países, para conferir de forma atualizada onde assisti-los!


Veja também:


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: