DAYS – 2020

Um filme diferente de quase tudo que é lançado hoje em dia, Days (chamado 日子/Rìzi no original em chinês e Dias na versão em português do Brasil) é um drama minimalista dirigido pelo cineasta malaio baseado em Taiwan, Tsai Ming-liang. O filme começa com um aviso de que a obra não tem legendas propositalmente, o que faz todo sentido porque ele não tem falas, na verdade tem algumas poucas, mas que são irrelevantes e desnecessárias para a compreensão da narrativa. Em Days, acompanhamos a história de Kang (vivido por Lee Kang-cheng), um homem de meia idade que sofre diariamente fortes dores devido a doenças e ao tratamento contínuo que precisa fazer. Após uma dessas sessões, ele contrata uma massagem corporal e acaba criando uma conexão com o massagista, um homem mais novo chamado Non (interpretado por Anong Houngheuangsy), que é mais pobre e precisa trabalhar em diversos empregos para compor sua renda. O filme foca nas rotinas desses dois homens e na breve conexão que criam antes de voltarem para as atividades do dia a dia.

Days não é um filme fácil e não é um filme para qualquer um. Eu tive bastante dificuldade em me concentrar nele, principalmente nos primeiro minutos. A obra tem cenas extremamente longas em que basicamente nada acontece. Como disse anteriormente, somos sugados para os afazeres diários dos dois personagens principais. Ambos vivem sozinhos e levam vidas bastante solitárias, e esse é o foco da narrativa. Mergulhamos nos universos desses dois homens e observamos como suas vidas são engolidas pelo vazio das repetições das tarefas cotidianas, algo que faz com que nós possamos nos identificar com eles facilmente. E por passarmos tanto tempo acompanhando momentos vazios, quando somos introduzidos à cena em que esses homens se conectam, tudo ganha um impacto maior, e essa é a beleza de Days. Acredito que, para manter a autenticidade, o filme poderia ter aproveitado melhor a técnica de manter a câmera imóvel – o que acontece pela maior parte da obra, mas os momentos em que a câmera se move para evitar exibir nudez, por exemplo, quebram um pouco da magia. Ainda assim, é um filme único e uma bela meditação sobre a solidão humana que merece ser reconhecido pela coragem de nos apresentar algo tão singular.

Nota 8!

No momento da publicação deste artigo, Days ainda não está disponível nas plataformas oficiais de streaming ou de aluguel do Brasil. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, já que os filmes estão sempre mudando de streaming, você pode visitar o JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países, para conferir de forma atualizada onde assisti-los! 🎥


Veja também:


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: