A VIDA INVISÍVEL – 2019

Um dos filmes brasileiros de maior sucesso dos últimos anos, A Vida Invisível (Inicialmente chamado de A Vida Invisível de Eurídice Gusmão) é um drama histórico baseado no romance de Martha Batalha com mesmo nome. Dirigido pelo veterano e talentosíssimo Karim Aïnouz (de Madame Satã) e escrito por Murilo Hauser com colaboração de Inés Bortagaray e do próprio Aïnouz, o filme narra a história de duas irmãs vivendo no Rio de Janeiro da década de 1950. Inseparáveis, Guida, a irmã mais velha, compartilha com Eurídice, a caçula, suas aventuras e seus romances, enquanto Eurídice se inspira na irmã mais forte e corajosa para seguir seu sonho de se tornar uma pianista profissional. As vidas dessas duas jovens mulheres, no entanto, toma um rumo inesperado e cruel quando uma mentira é plantada em seus caminhos.

Um dos filmes mais completos de Karim Aïnouz, A Vida Invisível é também um dos mais hollywoodianos em sua estrutura e desenvolvimento, que às vezes parece um pouco mais lento do que deveria e com muitas cenas do dia a dia que não fazem a história avançar. Ainda assim, o diretor mostra seu domínio e sua visão clara ao conduzir as histórias de Eurídice e de Guida. Com uma bela fotografia, o filme tem cenas belíssimas com imagens de um Rio de Janeiro que vive apenas nas memórias e nas fotografias. O design de produção também merece elogios por evocar o clima dos anos 50. Somado a tudo isso, temos interpretações fortes das duas protagonistas, Carol Duarte como Eurídice e Julia Stockler como Guida, com uma participação especial de Fernanda Montenegro, sempre fabulosa.

A decisão de abandonar o título do livro no qual o filme se baseia é acertada, pois fica claro que o título de “A Vida Invisível” cabe tanto a Eurídice, quanto a Guida, e eu me arriscaria a dizer que a irmã mais velha é quem é realmente invisibilizada na história. Indo ainda mais longe, vamos perceber que Filó (interpretada por uma excelente Bárbara Santos), a mulher negra e guerreira que é quem ajuda Guida a sobreviver, seja ainda mais invisível do que todas as outras. De qualquer forma, o filme é sobre as vidas das mulheres que tanto lutam para conquistar seus espaços num mundo machista e patriarcal que não existia apenas em 1950, mas em grande parte de mantem intacto até hoje. E nesse aspecto, a obra emula com sucesso o sentimento de injustiça e desespero que assolou e ainda assola as vidas de tantas mulheres.

Nota 9!

A Vida Invisível, que em inglês ganhou o título de Invisible Life e foi o escolhido para representar o Brasil no Oscar de 2020, está disponível para streaming no Telecine e para aluguel no Google Play, Microsoft Store e Looke (clique no JustWatch para saber mais).


Veja também:

Um comentário em “A VIDA INVISÍVEL – 2019

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: