Os Melhores Filmes na Disney+ – Março/22

Com tantas opções de streaming disponíveis hoje no Brasil e com centenas ou até mesmo milhares de filmes e séries de TV disponíveis em cada um desses inúmeros serviços, escolher uma obra para assistir pode se tornar uma árdua tarefa, principalmente quando estamos com amigos ou familiares. Quem nunca ficou mais tempo escolhendo um filme do que realmente o assistindo depois? Por esse motivo, criei o Legenda Sincronizada, com dicas diárias do que assistir e críticas dos principais lançamentos do cinema e da televisão.

Dessa vez, decidi trazer as opções mais aclamadas dos principais serviços de streaming disponíveis hoje no Brasil. São aquelas obras aclamadas que todo amante do cinemas ou de séries de TV precisa assistir. São opções quase que obrigatórias, e aqui serão apenas três obras por post, porque a intenção é não passar muito tempo escolhendo! E hoje vamos examinar as melhores opções da Disney+ que, cá entre nós, é uma das plataformas mais limitadas hoje em dia, com pouco conteúdo e pouca variedade, mas com preços altos. De qualquer forma, vamos ao top 3!

O MENINO E O MUNDO – 2013

Um filme de animação para dar orgulho a qualquer brasileiro. É lindo visualmente e traz uma mensagem crucial. Não é à toa que foi indicado ao Oscar de Melhor Animação e ganhou o prêmio de Melhor Filme Independente no Annie Awards, uma das premiações mais importantes no universo das animações. O Menino e o Mundo conta a história de uma criança que sofre ao ver seu pai partir para a cidade grande. Com saudades, ela também abandona a sua vila e vai para a cidade onde descobre um mundo incrível e assustador. O jovem menino que desejava reunir sua família aprende que o mundo é um lugar difícil e cheio de armadilhas para ele e para pessoas de todas as idades. E nesse sentido ele é honesto e preciso, mesmo que mostre toda essa aventura pelos olhos de uma criança. Com uma animação espetacular que utiliza várias técnicas exuberantes, Alê Abreu, o diretor do filme, nos emociona das mais diversas formas. Outro grande destaque do filme é a música. Com trilha composta por Emicida, o filme traz uma mistura de ritmos super brasileiros e tão fabulosos quanto os efeitos visuais.

PANTERA NEGRA – 2018

Alguns filmes nos marcam por serem tecnicamente perfeitos, outros por terem uma história completamente original, e alguns nos marcam por representarem nas telas um grupo de pessoas que nunca teve espaço nas narrativas cinematográficas. Esse é o caso de Pantera Negra (Black Panther), o 18º filme do grandioso “Marvel Cinematic Universe”, mas o primeiro a focar num protagonista negro e com um elenco majoritariamente negro. Não que o filme seja ruim tecnicamente ou criativamente, porque não é! Mas não há como negar a importância desse filme no que diz respeito à representatividade. E você pode argumentar que depois de 17 filmes, ter um primeiro filme focado num super-herói negro não foi mais do que a obrigação da Marvel, não é? E eu vou concordar, antes tarde do que nunca! Finalmente, com Pantera Negra, o MCU abriu as portas para destacar protagonistas que não fossem brancos e de quebra produziu um dos seus melhores filmes. Ele se passa na maior parte em Wakanda, um país africano super avançado tecnologicamente, onde o rei é encarregado de proteger o reino sob o manto da Pantera Negra, que lhe dá super poderes. O rei T’Challa (Chadwick Boseman) herda o trono e os super poderes, e precisa lutar contra opositores para manter o seu posto, entre eles Killmonger (Michael B. Jordan), que tem como objetivo tirar Wakanda do isolacionismo e começar uma revolução armada mundial contra a opressão que africanos e negros sofreram e sofrem ao redor do planeta.

SOUL – 2020

O novo filme da Disney/Pixar é uma ótima trama filosófica sobre a existência na Terra. Isso mesmo, Soul, dirigido por Pete Docter, conta a história de Joe Gardner (dublado por Jamie Foxx), um amante do jazz que, infelizmente, não teve uma carreira de sucesso e acabou tendo que dar aulas para jovens como seu ganha-pão. Um certo dia, contudo, Joe é convidado para tocar piano numa apresentação com um de seus ídolos, algo que sempre sonhou, mas acaba sofrendo um acidente que desconecta sua alma do seu corpo. Joe vai parar numa outra dimensão e agora precisa correr contra o tempo para voltar à Terra e conseguir viver seu sonho, e nessa aventura ele vai contar com a ajuda da alma 22 (dublada por Tina Fey), uma alma que ainda não nasceu e evita de todas as forms ser mandada para o plano terrestre.


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: