Sundance 2022: Sharp Stick

Lena Dunham é uma das figuras mais emblemáticas do mundo do entretenimento dos Estados Unidos. Mundialmente conhecida por criar, produzir e estrelar em Girls, a famosa série de comédia da HBO, Dunham começou sua carreira no cinema dirigindo e atuando em curta-metragens até que teve sua carreira impulsionada pelo ótimo filme independente, o longa Tiny Furniture, que foi aclamado pela crítica e lhe rendeu muitos prêmios. Depois da extensa temporada na TV que começou com enorme sucesso, mas que aos poucos foi caindo em desgraça devido a algumas declarações polêmicas da artista, é chegada a hora do seu retorno às telonas com a comédia dramática Sharp Stick. E preciso confessar, por mais que perceba alguns problemas no passado de Dunham e diversos defeitos em suas obras, como nas temporadas intermediárias de Girls, ainda acredito que ela seja incrivelmente talentosa e tenho sido capaz de realmente representar sua geração de forma autêntica em suas obras, por isso não quis perder seu retorno em Sundance.

Sharp Stick, no entanto, é um filme cheio de boas intenções que acaba tendo algumas dificuldades bem óbvias que não nos permitem aproveitar a obra tanto o que gostaríamos. O filme conta a história de Sarah Jo (vivida por Kristine Froseth), uma jovem de 26 anos que vive com a mãe super protetora e com a irmã influencer, e que trabalha como cuidadora de pessoas portadoras de algum tipo de deficiência. Mesmo adulta, Sarah Jo nunca teve nenhum tipo de experiência sexual e sabe muito pouco a respeito. Mas quando ela começa a trabalhar para um família e percebe que pode tomar uma inciativa para com o seu patrão, Sarah vai viver um despertar da sexualidade que lhe trará uma nova perspectiva de vida.

Lena Dunham Returns To Feature Directing With 'Sharp Stick': Review –  Deadline

Há muitos momentos sensíveis e até mesmo especiais em Sharp Stick e mais uma vezes pode-se dizer que Dunham foi capaz, na maior parte do tempo, de criar uma história relevante e autêntica. Essa autenticidade, no entanto, está mais relacionada aos fatos e aos eventos do que à construção das personagens. A linha central da história é bem desenvolvida e o filme cria uma atmosfera realista que eu amo. Ele, por exemplo, é um dos únicos que assisti em Sundance (dentre cerca de 40 no total), que levam em conta a pandemia no seu enredo, o que eu acho bastante saudável. Vemos pessoas usando máscaras e há uma normalização dessas medidas de segurança, como acho que deveria ser em todo filme, e amo que Sharp Stick foi bravo o suficiente para tanto.

Agora, o maior problema do filme que quase põe em jogo sua credibilidade é a construção e o desenvolvimento da protagonista, Sarah Jo. Claro, há diversas mulheres de 26 anos ou mais que nunca tiveram experiências sexuais e que sabem muito pouco a respeito, assim como a personagem. No entanto, o nível de ingenuidade e de desconhecimento de Sarah Jo somado aos trejeitos imputados na personagem pela atriz Kristine Froseth a infantilizam de forma exagerada. Chega a ser desconfortável, pois parece que Sarah Jo tem a mentalidade de uma adolescente, algo que parece desnecessário – ela pode ser e agir com uma adulta inexperiente sem precisar criar essa persona bizarra. Ainda assim, o filme tem seus bons momentos, uma ótima edição e, como disse anteriormente, seu objetivo é nobre, então ainda vale a pena a experiência de assisti-lo.

Nota 6!

No momento da publicação deste artigo, Sharp Stick acabou de estrear no Festival de Sundance e ainda não está disponível nas plataformas oficiais de streaming ou de aluguel do Brasil. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, já que os filmes estão sempre mudando de streaming, você pode visitar o JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países, para conferir de forma atualizada onde assisti-los! 🎥


Veja também:


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: