Sundance 2022: Dos Estaciones

Esse drama mexicano é um dos quatro longa-metragens latino-americanos no Festival de Sundance desde ano. Dirigido por Juan Pablo González, que também assina o roteiro ao lado de Ilana Coleman Ana e Isabel Fernández, Dos Estaciones é um filme lento que demora para ser digerido. Um dos competidores da sessão competitiva de cinema dramático mundial, eu diria que o filme é um dos menos chamativos dessa categoria e poucos foram os outros críticos que compartilharam comigo a intenção de assisti-lo. Ainda assim, por ser um dos poucos filmes latinos do festival, fiz questão de lhe dar uma chance. E o que eu encontrei foi um filme extremamente contemplativo e repleto de altos e baixos.

Dos Estaciones conta a história de Maria Garcia (interpretada por uma fabulosa e irredutível Manuel Garcia-Rulfo), uma mulher nos seus 50 anos de idade que é dona da fábrica de tequila que dá nome ao filme. Uma outrora majestosa fábrica que atualmente luta para se manter à tona, ela simboliza um dos últimos resquícios de gerações de fábricas de tequila mexicanas nas terras altas da região de Jalisco – o restante fora adquirido por corporações estrangeiras, geralmente vindas dos Estados Unidos. Antes uma das pessoas mais ricas da cidade, Maria sabe que sua atual situação financeira é insustentável. Quando diversos desastres naturais inesperados causam danos irreversíveis à plantação que serve de insumo para a fábrica, Maria é forçada a fazer tudo o que pode para salvar a principal fonte de economia e orgulho de sua comunidade.

Dos Estaciones Review: Tequila Factory Owner Makes for Sobering Drama |  IndieWire

Enquanto acompanhamos nossa protagonista lutar pela sobrevivência financeira contra os mais diversos obstáculos possíveis, vivendo seu dia a dia, sua rotina inerte repleta de tarefas administrativas e sem nenhum tipo de excitação, temos a chance de entender também os detalhes do universo de Maria. Aos poucos o filme nos leva, de forma sutil e lenta, a conhecer a vida pessoal dessa mulher forte e tímida, incluindo sua tentativa de criar um relacionamento amoroso com uma outra mulher recém-contratada na sua fábrica. Mas nada é fácil na vida de Maria, principalmente por viver num país e numa região onde ser uma mulher queer não é nenhuma tarefa simples. E o filme faz um bom trabalho em nos mostrar todas essas dificuldades, embora o ritmo extremamente lento possa ser um entrave nesse experiência.

Dos Estaciones tem outras personagens interessantes que se conectam de forma sutil com a protagonista, como é o caso da sua cabeleireira trans Tatín (vivida pela ótima Tatín Vera), que parece viver um momento oposto ao da protagonista, com boas expectativas de futuro, tanto na profissão quanto no amor. A relação entra as duas histórias, no entanto, é tão vaga, que nos faz perguntar qual o motivo delas existirem no mesmo filme. Outro tema importante da trama é a invasão das fábricas dos Estados Unidos e como elas ajudam a deteriorar a qualidade de vida dos locais, trazendo um sentimento anti-imperialista que deveria estar presente em todo filme latino-americano.

Nota 6!

No momento da publicação deste artigo, Dos Estaciones acabou de estrear no Festival de Sundance e ainda não está disponível nas plataformas oficiais de streaming ou de aluguel do Brasil. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, já que os filmes estão sempre mudando de streaming, você pode visitar o JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países, para conferir de forma atualizada onde assisti-los! 🎥


Veja também:


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: