VENOM – 2018

Aproveitando a chegada do novo filme do Venom aos cinemas (Venom – Let There Be Carnage), resolvi revisitar a história de origem desse vilão/anti-herói do universo Marvel, mas particularmente das histórias do Homem-Aranha. O filme acompanha os passos do jornalista investigativo Eddie Brock (vivido pelo sempre competente Tom Hardy). Seu novo objetivo é examinar o misterioso trabalho do cientista milionário Carlton Drake (interpretado pelo ótimo Riz Ahmed), que é suspeito de utilizar cobaias humanas em experimentos nada éticos. Nessa arriscada empreitada, o jornalista entra em contato com um “simbionte alienígena” que o transforma no titular Venom – um monstro assassino que se alimenta de pessoas. O próximo desafio de Eddie vai ser controlar essa força que vive dentro dele enquanto tenta reatar o noivado com Anne (vivida pela excepcional Michelle Williams) e enquanto luta para desmascarar as ações nefastas da empresa do cientista Drake.

O maior problema de Venom é ser um filme genérico, sem muita emoção, sem muita coisa em jogo. Parece que os produtores tentaram seguir uma cartilha de sucesso que não arrisca em nada e acabaram fazendo um filme chato, pouquíssimo inspirado. Nesse sentido, nem mesmo a coleção dos melhores atores da atualidade, Hardy, Ahmed e Williams, é capaz de ajudar em alguma coisa. Até a adorável e talentosa Jenny Slate é desperdiçada num papel super secundário. O filme também não consegue decidir se segue um tom mais sombrio de investigação e ação ou se cria uma atmosfera mais leve, com piadinhas para fazer a narrativa ficar mais divertida. Ele acaba apostando nas duas coisas, e não entrega nenhuma das duas direito. O que não quer dizer que o filme seja um lixo completamente terrível, ele não é. As cenas de ação são bem feitas, o visual é decente e os efeitos especiais são interessantes, mas não dá pra fazer muita coisa com isso num filme que evita mostrar cenas de violência sangrentas para que não seja classificado como inadequado para menores no sistema de faixa etária dos cinemas dos Estados Unidos. É difícil fazer um filme sobre um extraterrestre comedor de cérebros sem poder mostrar nenhuma gota de sangue quando o alien se alimenta.

Nota 3.

No momento, Venom está disponível para streaming na Netflix e no Now ou para aluguel do Google Play, iTunes, Claro Video, Microsoft Store e Looke. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, você pode clicar em JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas, para conferir onde assisti-lo no seu país!


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: