OLD – 2021

O mais novo filme do infame cineasta M. Night Shyamalan, Old (que em português leva o título Tempo) é um suspense/terror adaptado de uma história em quadrinhos suíça chamada Sandcastles, escrita por Pierre Oscar Levy e Frederik Peeters. Dessa vez, o diretor e roteirista conta a história de uma família em crise que decide passar as férias num resort tropical onde coisas estranham começam a acontecer. A família é composta pelo pai, Guy (vivido por Gael Garcia Bernal) e pela mãe, Prisca (interpretada por Vicky Krieps), juntamente com seus dois filhos Trent e Maddox, de 6 e 11 anos respectivamente. No resort, a família recebe a sugestão de visitar uma praia isolada e, juntamente com alguns outros hospedes, decide passar um dia no local paradisíaco. Ao chegar lá, no entanto, os membros desse passeio serão surpreendidos por eventos bizarros que fazem com que eles tenham uma outra noção de tempo.

M. Night Shyamalan já teve muitos altos e baixos em sua carreira. Sucessos como O Sexto Sentido e Corpo Fechado fizeram dele um dos nomes mais populares de Hollywood, mas que logo se tornou uma decepção. Eu diria que a alta expectativa em torno do seu trabalho fez com que o público e a crítica fosse um pouco mais duro do que o necessário ao comentar suas obras mais recentes. Com Old, no entanto, não há como argumentar, M. Night Shyamalan realmente errou a mão num dos piores filmes de sua carreira. A premissa, por mais bizarra e exagerada que seja, poderia sem muito melhor aproveitada, mas nada funciona nesse filme, infelizmente.

A lista de problemas é longa, mas vamos lá. O ritmo de Old é absurdamente irregular, tudo acontece ao mesmo tempo, de forma atropelada; o texto não tem nenhuma sutileza, é artificial e muito óbvio; a edição é estranha e o trabalho de câmara usa uns ângulos sem sentido; a maquiagem é incoerente e não parece obedecer as regras que o próprio filme estabelece; e até mesmo as atuações desse elenco composto de estrelas talentosas está aquém do esperado, afinal, com um roteiro desses, não tem ator ou atriz que faça milagre. É uma bagunça que não consegue sustentar terror nem suspense. O único mistério aqui está em como o diretor consegue convencer tanta gente incrível a participar de um projeto terrível como esse! Há uma ou duas cenas na parte final da história que tentam dar uma perspectiva bonita e metafórica para a narrativa, mas aí é tarde demais, o estrago já estava feito.

Nota 2!

No momento, Old ainda não está disponível nas plataformas oficiais de streaming ou de aluguel do Brasil.


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: