UM LUGAR SILENCIOSO – 2018

Com a chegada de Um Lugar Silencioso – Parte II em breve nos cinemas e nas plataformas digitais, nada mais justo do que falar um pouquinho sobre esse filme de terror de 2018 que traz o começo dessa jornada. A história dirigida e protagonizada por John Krasinski deu o que falar quando foi lançada, sendo sucesso de público e de crítica, embora tenha acabo envolvida em algumas polêmicas. Um Lugar Silencioso (A Quiet Place, na versão original em inglês) acompanha a família Abbott, que luta para sobreviver num mundo pós-apocalíptico onde monstros alienígenas extremamente ferozes dominaram o planeta. No entanto, esses monstros não enxergam e são movidos apenas pelo som, o que exige que os Abbotts e os outros sobreviventes nesse novo mundo sejam hiper silenciosos e cuidados em todas as suas ações. É aí que a família protagonista acaba tendo uma vantagem, uma vez que a filha mais velha é surda, o que sempre fez com que os Abbotts usassem a língua de sinais para se comunicar. Ainda assim, o desafios são muitos e nem sempre podem ser controlados. Além de Krasinski, no papel do pai, o filme conta também com Emily Blunt como a mãe, com Millicent Simmonds no papel da filha (vale ressaltar que a atriz é surda na vida real), e com Noah Jupe e Cade Woodward, como os dois filhos mais novos da família Abbott.

Com relação ao terror, Um Lugar Silencioso é surpreendentemente eficaz, com uma história simples, mas que engaja o espectador logo nos primeiros minutos e constrói uma tensão com bastante sucesso. O som do filme, que é essencial para a narrativa como um todo, é muito bem feito e ajuda a construir o clima de medo e de ameaça constante. Não é em vão que o filme se tornou uma febre assim que foi lançado e os fãs aguardam ansiosamente pela parte dois. Agora, no que diz respeito à história, além de simples, ela também traz alguns detalhes um pouco incômodos. Krasinski, como pai de família, é extremamente super protetor e coloca o papel de herdeiro dessa função num dos filhos mais novos, ignorando a força da filha mais velha, muito mais madura e preparada para tanto. Outros detalhes da trama contribuem para uma visão de que o filme acaba por defender uma visão de mundo conservadora (principalmente quando se leva em conta os papeis de Krasinski no cinema e na TV, onde ele constantemente vive soldados patriotas que defendem o “modo de vida americano”). Por isso, principalmente nos EUA, parte da audiência percebeu o filme como uma metáfora da família conversadora ameaçada por monstros progressistas politicamente corretos que querem impedi-los de expressar sua opinião (muito bem explicado nesse ótimo vídeo do canal The Take). Mas deixando de lado essa interpretação, que é válida, mas não é a única existente, Um Lugar Silencioso é ainda um filme cumpre seu papel e tem tudo para expandir e melhorar esse universo assustador!

Nota 8!

Atualmente, Um Lugar Silencioso está disponível para streaming aluguel e compra no Google Play, iTunes e Microsoft Store e para aluguel no Claro Video.


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: