RINGU – 1998

O filme de terror japonês que se tornou um fenômeno mundial e influenciou uma geração de cineastas ao redor do mundo, Ringu (conhecido como O Chamado, em português e como Ring, ou The Ring, em inglês) é um filme dirigido por Hideo Nakata e escrito por Hiroshi Takahashi. Famoso por criar uma das vilãs supernaturais mais famosas do cinema nos últimos anos, a icônica Samara – que aqui no original japonês se chama Sadako – Ringu conta a história da reporter Reiko Asakawa (interpretada pela extraordinária Nanako Matsushima), uma jornalista que descobre a existência de uma misteriosa fita de vídeo. De acordo com rumores, todos aqueles que assistem ao vídeo morrem após sete dias. Reiko decide assistir ao vídeo e investigar as mortes que cercam essa lenda assustadora, e é aí que ela acaba ae envolvendo numa história tenebrosa que inclui a maldição da Sadako, e coloca em risco todos a sua volta.

Não é de se estranhar o sucesso de Ringu, tanto de público quanto de crítica, no Japão e no resto do mundo. O filme, que é claramente influenciado pela cultura e pelas tradições japonesas, oferece uma perspectiva única sobre o tão popular gênero do terror, mesmo sendo uma obra sem muitos recursos financeiros. A grande antagonista do filme que está por trás da temida maldição é um espírito, comum no imaginário do folclore nipônico. Ainda assim, ela não é qualquer fantasma, pois é caracterizada de uma forma bastante diferente de como o cinema ocidental era acostumado até então. Além disso, Ringu não tem elementos apenas de histórias sobrenaturais, mas também inclui aspectos de terror psicológico que funcionam muito bem com a atmosfera criada pelos principais filmes do J-horror desde a década de 1960. Nesse sentido, Ringu é um excelente exemplo de como histórias assustadoras bem contadas não precisam de tradução e levam medo a pessoas de diferentes países e culturas. Claro que isso não foi o bastante para evitar a inundação de remakes do filme nos quatro cantos do mundo, o que popularizou ainda mais a maldição da Sadako/Samara, até porque um desses remakes – o estadunidense The Ring, de 2002 – foi realmente muito bem feito.

Nota 8!

No momento, Ringu está disponível para streaming no Amazon Prime Vide, Looke e NetMovies, além de aluguel no Google Play. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, você pode clicar em JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países para conferir de forma atualizada onde assisti-los!


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: