THE LOST DAUGHTER – 2021

A ótima atriz Maggie Gyllenhaal marca sua estreia como diretora e roteirista de um longa-metragem com o ótimo The Lost Daughter (A Filha Perdida, no título em português do Brasil), que chegou diretamente para streaming na Netflix no último dia de 2021. O filme se trata de uma adaptação do livro do mesmo nome da autora italiana Elena Ferrante (que se trata na verdade de um pseudônimo de uma autora cuja identidade verdadeira é desconhecida até hoje). Ele conta a história de Leda (interpretada pela sempre excelente Olivia Colman), uma professora universitária de meia-idade que decida passar férias na Grécia onde acaba conhecendo a jovem mãe Nina (vivida pela cada vez mais eficaz Dakota Johnson). Aos poucos, as duas mulheres começam a criar uma conexão com base nas suas complexas experiências de maternidade. Enquanto acompanhamos o desenvolvimento da relação entre Leda e Nina, mergulhamos no passado da professora e em como sua vida amorosa, sua carreira e suas perspectivas de futuro foram alteradas quando ela se tornou mãe, e em como isso a afeta até os dias atuais.

Um ótimo exemplo de drama psicológico, The Lost Daughter traz Olivia Colman numa das melhores atuações de 2021 como uma mulher em conflito consigo mesma. Uma personagem intrigante e que parece esconder eventos do passado, o papel cai como uma luva para a atriz britânica que é certamente um dos maiores nomes do cinema atual. O elenco secundário também merece elogios, principalmente Dakota Johnson, que tem provado cada vez mais a sua capacidade de se aprofundar em papéis complexos; e Jessie Buckley, que faz o papel de uma versão mais jovem de Leda nos diversos flashbacks que permeiam o filme do início ao fim. No que diz respeito à história, por mais que ela seja bem desenrolada, acaba sendo um pouco desconcertante por conta desses mesmo flashbacks supracitados. Num certo ponto da história, ficamos em dúvida sobre qual o verdadeiro foco: a trama do presente ou do passado. Até mesmo porque a quantidade de flashbacks é grande e vai aumentando com o passar do tempo. Além disso, o desfecho das narrativas fica um pouco abaixo do esperado, até porque o drama consegue nos envolver numa história cheia de segredos, mas nos últimos minutos há algumas cenas apressadas que não resolvem a trama como poderiam. Ainda assim, é uma grande estreia de Maggie Gyllenhaal e um filme que merece ser assistido.

Nota 7!

No momento da publicação deste artigo, The Lost Daughter está disponível para streaming na Netflix. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, já que os filmes estão sempre mudando de streaming, você pode visitar o JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países, para conferir de forma atualizada onde assisti-los! 🎥


Veja também:


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: