ETERNAL SUNSHINE OF THE SPOTLESS MIND – 2004

Um dos filmes mais adorados das últimas décadas, Eternal Sunshine of the Spotless Mind (também conhecido simplesmente como Eternal Sunshine e que em português leva o título de Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças, por sua vez comumente reduzido a Brilho Eterno) é um filme de romântico que mistura drama e ficção científica escrito pelo estadunidense Charlie Kaufman e dirigido pelo francês Michel Gondry. A história que deu origem à obra foi criada por Pierre Bismuth em parceria com Kaufman e Gondry. O título do filme é uma citação do poema de 1717 chamado Eloisa to Abelard do poeta inglês Alexander Pope. Eternal Sunshine of the Spotless Mind usa elementos de drama psicológico, ficção científica e uma narrativa não linear para explorar a natureza da memória e do amor romântico. Sucesso universal da crítica e do público, o filme é muitas vezes considerado um dos melhores dos anos 2000 e conta a história de Joel (interpretado por um sublime Jim Carrey), um homem que, com o coração partido por sua namorada, Clementine (vivida pela sempre estonteante Kate Winslet) ter passado por um procedimento para apagá-lo de sua memória, decide fazer o mesmo. No entanto, enquanto Joel observa suas memórias dela desaparecerem, ele percebe que ainda a ama e pode ser tarde demais para corrigir seu erro.

Poucos filmes conseguem fazer uma representação tão fiel de sentimentos tão humanos quanto o amor e a tristeza do fim de um relacionamento quanto Eternal Sunshine of the Spotless Mind. Com um roteiro sublime vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Original, o filme encanta facilmente todos aqueles que já sofreram por amor – e quem nunca, não é mesmo? Viajamos nesse universo futurista onde memórias podem ser apagadas e nos deparamos com questões e filosóficas que não possuem respostas fáceis: você apagaria alguma pessoa da sua memória para sempre, incluindo todos os momentos bons que viveu com ela? Por isso que Eternal Sunshine conquistou tantos fãs, ele não é um filme fácil e nos coloca em situações inimagináveis, tudo isso com uma direção competente, incríveis efeitos visuais e uma edição criativa. Mas talvez os maiores destaques do filmes estejam no casal de protagonistas. Kate Winslet não é uma surpresa, mesmo em 2004 já sabíamos a atriz excelente que ela era e tudo o que podia oferecer a esse papel. A maior surpresa, no entanto, é Jim Carrey vivendo um homem deprimido num dos melhores papéis dramáticos de sua carreira – simplesmente inesquecível. Kirsten Dunst, Mark Ruffalo e Elijah Wood, em papéis secundários, também entregam ótimas performances. É uma daquelas obras obrigatórias para qualquer fã de cinema e para fãs de boas histórias muito bem contadas.

Nota 10!

No momento da publicação deste artigo, Eternal Sunshine of the Spotless Mind está disponível para streaming na Netflix, Globoplay, Paramount+, HBO Max, Star+ e Now, e para aluguel no Google Play e no iTunes. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, já que os filmes estão sempre mudando de streaming, você pode visitar o JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países, para conferir de forma atualizada onde assisti-los! 🎥

Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: