SINGLE ALL THE WAY – 2021

Uma comédia romântica LGBTQ+, Single All The Way (que em português leva o título de Um Crush para o Natal) é um filme natalino dirigido por Michael Mayer e escrito por Chad Hodge. Ele conta a história de Peter (vivido por um sempre eficiente Michael Urie) que, desesperado para evitar os julgamentos da família por estar solteiro por mais um ano, convence seu melhor amigo Nick (interpretado por Philemon Chambers) para fingir ser seu namorado durante o período de feriado. Contudo, para a surpresa de Peter, sua empolgada mãe decidiu arranjar um encontro às cegas do filho com o charmoso personal trainer James (vivido por Luke MacFarlane). É aí que a família como um todo decide tomar lados diferentes e influenciar a vida amorosa do rapaz, que vai ter que se esforçar para entender seus próprios sentimentos em meio à bagunça das festas de final de ano.

Após o amável filme de comédia romântica queer de natal de 2020, o incrível Happiest Season (chamado Alguém Avisa?, na versão em português) com Kristen Stewart e Mackenzie Davis, a minha expectativa estava nas alturas para uma nova comédia nesse estilo com personagens gays. Ainda mais porque o triângulo amoroso principal traz dois atores que eu já conheço e adoro – o divertidíssimo Michael Urie, famoso por seu papel em Ugly Betty, e o lindíssimo Luke MacFarlane, uma das ótimas surpresas da série dramática dos anos 2000, Brothers and Sisters. Porém, o filme não foi exatamente o que eu esperava. Com uma história bobinha que podemos até aceitar, uma vez que estamos falando de comédias românticas e de todos aqueles ideais problemáticos sobre amor e romance que vêm com elas, Single All The Way tem um texto fraco, com um humor irregular, mesmo que traga com bons momentos isolados. Outra irregularidade do filme está no elenco, com boas atuações, mas outras que parecem muito forçadas e estranhas. Por sorte, os personagens principais estão bem, inclusive Philemon Chambers, que eu ainda não conhecia. Outro momento divertido está na inclusão da icônica Jennifer Coolidge, com ótimas cenas que se sobressaem pela comédia. No fim das contas, por ser uma das pouquíssimas obras LGBTQ+ românticas natalinas, ainda merece nosso apoio, mesmo que não seja tão bom quanto poderia ter sido.

Nota 6!

No momento da publicação deste artigo, Single All The Way está disponível para streaming na Netflix. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, já que os filmes estão sempre mudando de streaming, você pode clicar em JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países, para conferir de forma atualizada onde assisti-los!


Veja também:


2 comentários em “SINGLE ALL THE WAY – 2021

Adicione o seu

  1. Tentei dar uma chance, eu não sou muito de filmes de Natal. Mas as atuações são tão ruins, tudo tão bobo, no fim estava “vendo” e fazendo qualquer outra coisa. Vale pela intenção, pela inclusão e tem um ou outro momento bonitinho.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: