PRISONERS OF THE GHOSTLAND – 2021

Um dos dois filmes lançados na temporada 2020/2021 do inovador cineasta japonês, Sion Sono, Prisoners of the Ghostland (que mantém o mesmo título em português até o momento) é uma aventura distópica diferente de tudo. Protagonizado por Nicolas Cage, o filme se passa uma região fictícia do Japão devastada por um acidente nuclear do passado, onde uma vila chamada Samurai Town é controlada com mãos de ferro pelo temido Governor (vivido por Bill Moseley). Quando uma das garotas que o Governor sequestra para lhe fazer companhia foge, o tirano vai atrás da ajuda de Hero (interpretado por Cage), um assaltante de bancos preso após sua última tentativa de roubo. Liberado pelo Governor com a função de encontrar a jovem Bernice (vivida pela sempre excelente Sofia Boutella), Hero terá que adentrar uma região ainda mais temida para buscar pela garota, a área desolada e assustadora chamada Ghostland.

Sion Sono é realmente singular em tudo que se propõe, e isso é admirável. Seus filmes abordam os mais diversos temas a histórias, mas são sempre unidos pela excentricidade e pela subversão. O outro filme dele lançado recentemente, Red Post on Escher Street, é completamente diferente de Prisoners of the Ghostland, mas ainda traz uma visão de mundo única e um tom revigorante. Agora, no que diz respeito a aventura liderada por Nicolas Cage, é possível ver a intenção do diretor claramente. Há várias metáforas e decisões criativas que deixam tangível a vontade do cineasta de fazer uma crítica à sociedade capitalista moderna, e isso é feito de forma contundente na maior parte do tempo. Em outros momentos, no entanto, não é tão fácil decifrar algumas das alegorias que a narrativa apresenta, e isso acaba deixando o filme um tanto confuso. Ao mesmo tempo, o bizarro universo criado para a história é muito denso e percebe-se que não há tempo o bastante para desenvolver muito a respeito dele. Ainda assim, o filme tem muitos pontos positivos pra quem decide embarbar nessa aventura assumidamente extravagante e exagerada. Por exemplo, os cenários e o visual são bonitos e a mistura de gêneros, que engloba filme noir com velho-oeste inseridos na cultura japonesa atual e histórica funciona bem, misteriosamente. Por fim, o elenco é sólido e Sofia Boutella está ótima, principalmente quanto tem mais destaque; e Nicolas Cage é o protagonista perfeito para essa aventura absurda – eu diria até que esse filme parece ter sido feito para ele!

Nota 6!

No momento, Prisoners of the Ghostland está não disponível nas plataformas oficiais de streaming ou de aluguel do Brasil.


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: