O BEIJO DA MULHER ARANHA – 1985

Um dos filmes mais marcantes da história do cinema brasileiro, esse incrível drama dirigido pelo aclamado cineasta argentino-brasileiro Hector Babenco é um drama político que aborda diversos temas polêmicos e complexos. Por se tratar de uma co-produção Brasil/Estados Unidos, o filme recebeu o nome oficial em inglês (Kiss of the Spider Woman), além de que os principais diálogos são também todos em inglês, por mais que o filme se passe num país da América do Sul que vive uma ditadura militar fascista. O filme é baseado na obra de 1976 do escritor argentino Manuel Puig chamada El beso de la mujer araña e foi adaptada para o cinema pelo norte-americano Leonard Schrader, que foi inclusive indicado ao Oscar de Melhor Roteiro Adaptado pelo trabalho. Além desse, O Beijo da Mulher Aranha foi indicado em outras três categorias: Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Ator para William Hurt, que levou o Oscar para a casa. O filme narra a história de dois presidiários que dividem uma cela numa prisão por motivos bastante distintos: Valentin (interpretado por um ótimo Raul Julia), um ativista político de esquerda que faz parte de um grupo revolucionário que luta contra a ditadura no país; e Luis Molina (vivido por Hurt), um homossexual afeminado que foi preso por ter se envolvido sexualmente com um rapaz menor de idade. Os dois homens não poderiam ser mais diferentes, mas ao enfrentar os torturas físicas e mentais da falta de liberdade, Valentin e Molina se aproximam e começam a perceber que possuem mais em comum do que imaginam, isso tudo enquanto Molina narra para o colega de cela as tramas de alguns dos seus filmes favoritos, que fazem com que eles se sintam livres por alguns momentos ao viajar nas histórias fantásticas desses enredos.

Por mais que o nome do país não seja mencionado, fica claro pelo contexto que O Beijo da Mulher Aranha se passa no Brasil. Os personagens secundários falam português entre si e são na maioria interpretados por atores brasileiros, como José Lewgoy, Milton Gonçalves, Míriam Pires, Nuno Leal Maia, Fernando Torres, Herson Capri e a espetacular Sônia Braga, no papel da mulher aranha e de outras mulheres que habitam a imaginação de Valentin, instigada pelas histórias contadas por Molina. O filme faz um ótimo trabalho do desenvolver as motivações desses dois protagonistas. Enquanto Valentin, um homem viril e durão, vê na revolução política o seu objetivo de vida, Molina é um homem bastante feminino que não se sente envolvido nas questões políticas do país e prefere habitar o mundo de fantasia dos seus filmes, sem nem prestar atenção na política que existe até mesmo nas histórias que tanto admira, uma vez que as utiliza apenas para escapar de uma sociedade que o rejeita. Com o passar do tempo, eles começam e enxergar o mundo pela perspectiva de seus companheiros de cela e acabam criando laços fortes.

Um filme que quebrou barreiras em 1985, talvez hoje ele fosse visto com outros olhos, mas na época foi um marco subversivo, mostrando beijos e cenas de amor entre dois homens numa época em que isso era extremamente raro, e conquistou prêmios ao redor do mundo, além de ser um sucesso de crítica. O Beijo da Mulher Aranha foi o primeiro filme de um estúdio independente a concorrer ao Oscar de Melhor Filme e William Hurt foi o primeiro ator a ganhar um Oscar por interpretar um personagem assumidamente homossexual. Realista e honesto, o filme se destaca pela direção minuciosa, pelos diálogos fortes e pelas atuações marcantes, incluindo a de Sônia Braga, que teve a carreira internacional catapultada pelo filme. É uma daquelas obras obrigatórias para todo amante do cinema!

Nota 9!

O Beijo da Mulher Aranha está disponível para streaming atualmente na Globoplay, no Now e no Belas Artes.


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: