COME TRUE – 2020

Esse filme canadense de terror e ficção-científica é dirigido e escrito pelo cineasta Anthony Scott Burns e conta uma história bizarra e cheia de surpresas. Come True (que em português leva o título de Não Feche Os Olhos), narra a história da jovem Sarah (interpretada por uma ótima Julia Sarah Stone), uma garota que, após fugir de casa, decide fazer parte de um estudo sobre o sono, onde ela acaba conhecendo Jeremy (vivido por um também sólido Landon Liboiron), um dos cientistas envolvidos no projeto. Assim que os testes começam, no entanto, Sarah vai perceber que esse estudo se tornará uma terrível viagem às profundezas de sua mente e um exame assustador do poder dos sonhos e dos pesadelos. O filme conta ainda com Carlee Ryski e Christopher Heatherington como cientistas envolvidos na pesquisa.

Antes de mais nada, uma coisa precisa ser dita: A MÚSICA DESSE FIME É INCRÍVEL! E digo isso não só porque é uma musica que encaixa perfeitamente no tom de Come True, mas porque é uma música muito bem feita mesmo! O filme é, do começo ao fim, assombrado por essa maravilhosa trilha sonora que faz uso de sintetizadores para criar uma atmosfera etérea, que parece mais um sonho. O que faz muito sentido num filmes sobre sonhos, é claro. Então é preciso dar os parabéns para o compositor dessa belíssima trilha: Anthony Scott Burns! Isso mesmo, o diretor e roteirista do filme é também o compositor das músicas. Mas não para por aí, Burns também é o responsável pela edição, pela fotografia e pelos efeitos visuais da obra, que são todos muito bem feitos! O filme independente conta com um orçamento pequeno, mas Burns é tão bom em tantas áreas que essa falta de dinheiro se torna imperceptível!

Quanto à história do filme em si, acredito que ela possa ser dividida em dois momentos. A primeira parte, que é composta pela primeira metade do filme, é muito, muito boa. Acompanhamos a confusa vida de uma jovem perdida no mundo sabendo que algo está prestes a acontecer, e essa introdução é excelente. Então, na segunda metade, nos deparamos com algumas escolhas criativas que parecem ter levado a história para uma direção um tanto estranha, mas ainda sólida. O único defeito de Come True está no texto, que às vezes parece um pouco simplista, mas isso não chega a ser um grande prejuízo para o produto final, que é um filme visual e acusticamente surpreendente que conta uma história arrepiante sobre sonhos e autoconsciência.

Nota 9!

No momento, Come True está disponível para streaming no Now e para aluguel no Google Play e no iTunes!

Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: