A MULHER NA JANELA – 2021

Depois de muitos atrasos, o aguardado filme estrelado por Amy Adams finalmente foi lançado pela Netflix! Dirigido pelo britânico, Joe Wright, famoso por seus dramas de época (Orgulho e Preconceito, Anna Karenina, O Destino de Uma Nação, Desejo e Reparação, entre outros), A Mulher na Janela (The Woman in the Window, no original em inglês) é um suspense psicológico cheio de reviravoltas. Ele conta a história de Anna (vivida por Amy Adams), uma psicóloga especializada em tratar crianças que sofre de agorafobia, um medo extremo que a impede de sair de casa. Enclausurada, Anna começa a observar a vida dos vizinhos e se torna obcecada pela família Russell, que acabou de se mudar para uma casa em frente a sua. Mas essa obsessão acaba tomando um rumo perigo quando Anna acredita ter presenciado um crime brutal.

Minhas expectativas para esse filme eram bem baixas depois dos boatos de refilmagens que precisaram acontecer, as trocas de distribuidora, etc. Mas devo dizer que A Mulher na Janela acabou sendo melhor do que eu esperava, uma vez que o filme, mesmo bastante imperfeito, conta com ótimos momentos. O início da história parece uma pouco apressada, com um ritmo estranho, mas logo melhora e se torna realmente empolgante, como todo suspense deve ser. E esse bom momento, que começa aos 20 minutos de filme, continua até o início do último ato, com uma das muitas reviravoltas da trama. E por falar em reviravoltas, eu diria que esse filme acaba pesando a mão nelas, forçando um rumo que parecia imaginável alguns segundos antes. E por isso A Mulher na Janela se perde na etapa final, infelizmente. E digo isso sabendo que um dos problemas do filme na pós-produção foi exatamente com relação à conclusão que não agradou os espectadores nas sessões de teste. Fico imaginando como teria sido esse outro final que acabou refilmado, uma vez que o final oficinal já é bastante fraco. Ainda assim, como disse, o filme tem bons momentos que se dão, em grande parte, à algumas atuações. Amy Adams está muito bem e Julianne Moore rouba a cena quando aparece. Outro ponto positivo é a edição de algumas partes do filme, principalmente da cena do crime, que é criativa ajuda a empolgar. Seria incrível se esse recurso tivesse sido mais utilizado durante o restante da obra.

Nota 6!

A Mulher na Janela está disponível para streaming na Netflix! Clique abaixo para ler mais sobre o filme no Letterboxd ou assisti-lo na Netflix:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: