AO CAIR DA NOITE – 2017

Um filme de terror do jovem e talentoso diretor americano Trey Edward Shults, Ao Cair da Noite (It Comes at Night no original em inglês) se passa num futuro em que o planeta está infectado por uma doença altamente contagiosa (isso lembra alguma coisa?). Nesse contexto assustador, uma família se mantem a salvo graças ao isolamento. Em meio a uma floresta e longe da sociedade, o casal Paul e Sarah, junto com seu filho adolescente, Travis, e Bud, pai de Sarah, vivem uma vida quase que normal, apesar das circunstâncias. Mas as coisas começam a mudar quando um estranho chamado Will aparece na casa em busca de água e abrigo.

Um filme simples, mas tenso, e que fala de medo e angústia, Ao Cair da Noite é um daqueles filmes que prova que o verdadeiro medo habita no desconhecido. Com muitos momentos que parecem ter previsto nossa era de pandemia de 2020, o filme mostra como a desconfiança e a dor surgem facilmente em tempos de crise, quando os sentimentos mais humanos afloram e tomam o controle. A atmosfera é bem construída, a direção é criativa e as atuações são sólidas, com destaque para Kelvin Harrison Jr. (Travis) e Christopher Abbott (Will). Ao Cair da Noite não é o típico filme de terror, o foco está na paranoia e nas ações humanas, não na misteriosa doença ou nos possíveis monstros que habitam a noite escura, e isso faz toda a diferença – no bom sentido!

Nota 8!

Atualmente, Ao Cair da Noite está disponível para streaming na Netflix e para aluguel na Claro Vídeo, Google Play e iTunes (confira no JustWatch).


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: