CAROL – 2015

Considerado um dos melhores filmes LGBTQ+ de todos os tempos, o romance de época Carol (que mantém o mesmo nome na versão brasileira) é um potente drama dirigido pelo veterano cineasta LGBTQ+ Todd Haynes. O roteiro, escrito por Phyllis Nagy é baseado no romance de 1952 The Price of Salt (republicado como Carol em 1990), da escritora estadunidense também LGBTQ+ Patricia Highsmith, mais conhecida como a autora do popular personagem Tom Ripley, que apareceu pela primeira vez em seu romance The Talented Mr. Ripley e já adaptado diversas vezes para o cinema. Ambientado na cidade de Nova York durante o início dos anos 1950, Carol conta a história de um caso proibido entre uma aspirante a fotógrafa chamada Therese (vivida pela sempre eficiente Rooney Mara) e uma mulher mais velha passando por um divórcio difícil, a titular Carol (interpretada pela excelente Cate Blanchett). O filme, um sucesso de crítica e de público, foi indicado ao Oscar em seis categorias.

Com direção primorosa e uma história lenta, mas bem desenvolvida, Carol consegue trazer uma novidade para o cinema LGBTQ+, que é uma qualidade técnica invejável, dificilmente encontrada no cinema independente. Claro que, com a experiência de Todd Haynes, esse não seria só mais um filme comum sobre um casal de mulheres tentando viver um romance numa época em que a homossexualidade era mais condenada do que hoje em dia. A história não é a mais inovadora do mundo, mas a forma como a qual ela é contada é belíssima e, novamente, as qualidades técnicas são impressionantes. Design de produção e figurinos também merecem elogios e ajudam a compor um espetáculo visual, que ainda conta com atuações inesquecíveis das duas protagonistas. Todas essas características fazem um filme que poderia ser medíocre, ou somente mais do mesmo, se transformar numa obra que enche a comunidade LGBTQ+ de orgulho.

Nota 8.

No momento da publicação deste artigo, Carol está disponível nas plataformas oficiais de streaming da Claro Video, Looke e Now, além de aluguel no iTunes e na Google Play do Brasil. Se você se interessou por essa obra e quer conhecer mais sobre ela, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd e para o TvTime, que são redes sociais de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema e da televisão. Além disso, já que os filmes e as séries estão sempre mudando de streaming, você pode visitar o JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países, para conferir de forma atualizada onde assisti-los! 🎥


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: