DRAG RACE ESPAÑA – 2021/22

Atualmente na sua segunda temporada, Drag Race España (que mantém o título em português do Brasil) é umas da inúmeras spin-offs do já estabelecido reality estadunidense RuPaul’s Drag Race. Diferente do original e de algumas outras spin-offs, ele não é comandado pela icônica drag queen RuPaul, e por isso não tem seu nome no título do programa. Drag Race España tem como apresentadora Supremme de Luxe, a persona drag do artista Daniel Blesa, além de um trio de jurados permanentes. O seu objetivo é buscar a mais nova drag superstar da Espanha e, para isso, em cada episódio, um grupo de participantes precisa passar por desafios que colocam seus talentos a prova de forma muito similar ao programa original. Esses desafios incluem elementos comuns da cultura drag dos Estados Unidos, mas com diversas influências da Espanha, como dança, atuação, improvisação, costura, dublagem, imitação e transformação com maquiagem, por exemplo. As drag queens participantes também precisam, em todo episódio, desfilar na passarela principal do programa com looks estonteantes, sejam eles produzidos no próprio programa ou previamente encomendados de estilistas. A cada episódio as drags são avaliadas por um corpo de jurados que inclui, além de Supremme de Luxe, a designer de moda Ana Locking e os atores, diretores e roteiristas Javier Ambrossi e Javier Calvo, famosos por criarem diversas séries espanholas, como a fabulosa Veneno. Todo episódio traz também a participação de jurados convidados, entre eles drags que participaram de outras edições da franquia. No final do programa, assim como é no original, temos geralmente as duas drags pior avaliadas fazendo um lipsync para disputar qual delas shantays – fica no programa – e qual delas sashays – é eliminada da competição.

Uma das versões estrangeiras de Drag Race mais sólidas e bem produzidas, Drag Race España herdou muitos dos problemas do programa original, mas conseguiu encontrar um estilo próprio ainda na primeira temporada. Com desafios e temas de passarela que evocam a cultura espanhola, o programa consegue despertar o interesse e se sobressair em meio ao oceano de spin-offs inspirados no reality de RuPaul nesses últimos anos. Talvez o maior problema da série seja a dificuldade em incluir queens de origens diferentes, uma vez que tivemos apenas duas queens de origem latino-americana em dois anos de série e as demais participantes são de origem espanhola. E digo isso pelo fato da Espanha ser um país que recebe imigrantes de todos os cantos do mundo, e isso não se reflete na série. E mesmo as participações das queens latinas não tem sido bem desenvolvida no programa. Ainda assim, os prós superam os contras e há bons motivos para assistir essa versão revigorante de Drag Race repleta de queens talentosas, principalmente na segunda temporada.

Nota 7.

No momento da publicação deste artigo, Drag Race España está disponível na plataforma de streaming da Wow Presents Plus no Brasil. Se você se interessou pela série e quer conhecer mais sobre ela, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o TV Time, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema e da TV. Além disso, já que as obras estão sempre mudando de streaming, você pode visitar o JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países, para conferir de forma atualizada onde assisti-los! 🎥


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site criado com WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: