VENENO – 2020

Uma das minisséries mais incríveis dos últimos anos, Veneno é uma produção espanhola que ganhou destaque ao redor do mundo com a sua distribuição pela HBO no ano passado. O seu enredo conta a história da vida e morte de La Veneno (apelido de Cristina Ortiz), um dos ícones LGBTQs mais importantes e amados da Espanha. Cristina se tornou conhecida por seu carisma e personalidade extravagante e foi sucesso na TV espanhola da década de 1990. A minissérie narra as experiências de uma mulher transexual, a primeira a ganhar fama nacional em toda a Espanha, que conquistou a audiência com sua visão única do mundo e suas perspectivas firmes e sem medo. Criada por Javier Ambrossi e Javier Calvo, a trama de baseia no livro ¡Digo! Ni puta ni santa. Las memorias de La Veneno, da jornalista também transexual, Valeria Vegas, que foi amiga próxima de Cristina e é também uma das personagens principais da série.

Com uma linha do tempo um pouco complexa, Veneno começa mostrando a noite em que Cristina Ortiz, conhecida pelas suas amigas e clientes como La Veneno, é descoberta por uma emissora de TV nos anos 90 enquanto trabalhava como prostituta num parque de Madri. Paralelamente, acompanhamos a vida da estudante de jornalismo, Valeria Vegas (interpretada pela atriz trans Lola Rodríguez), uma mulher trans que sempre teve um fascínio por Cristina e a conhece antes mesmo de começar a sua transição. Daí por diante temos diversos flashbacks que mostram a difícil criação que Cristina teve na pequena vila de Adra, no sul da Espanha, onde a mãe e a sociedade conservadora e religiosa deixaram fortes traumas na sua infância. Seguimos acompanhando a sua vida quando ela foge para Madri e se reconhece como mulher trans, descobrindo ainda que não será fácil levar uma vida comum numa sociedade que exclui fortemente todos os transexuais. É quando Cristina precisa recorrer à prostituição e acaba sendo descoberta por programas sensacionalistas da TV espanhola, mas mesmo com a fama, sua vida continuará difícil.

Durante a fase adulta, Cristina é interpretada por três atrizes maravilhosas, Jedet, Daniela Santiago e Isabel Torres, todas trans. Além disso, outras personagens trans da narrativa são também interpretadas por pessoas trans, o que dá mais credibilidade e emoção à interpretações. Inclusive uma das melhores amigas de Cristina, Paca La Piraña, é vivida pela própria Paca. A extraordinária história de La Veneno é contada de forma respeitosa, sem deixar de lado as dores, as injustiças e as inconsistências da vida desse grande ícone LGBTQ da Espanha. É impossível não se emocionar com cada episódio, com cada passo da vida de Cristina até a sua trágica morte que aconteceu em 2016. Bem escrita, com fotografia e edição impecáveis, e com interpretações fenomenais, Veneno é uma obra imperdível que faz jus a uma história tão real e bonita!

Nota 10!

No momento, Veneno está disponível apenas na HBO Max americana, mas deve chegar ao Brasil em breve.


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: