PIG – 2021

Quando sai um novo filme protagonizado por Nicolas Cage, sempre bate aquela dúvida sobre o que vai ser, pois sabemos que o leque de opções é variado quando nos baseamos no histórico do ator. Dessa vez, como tem se tornado cada vez mais comum, o ator estrela mais um filme bizarro e diferente de tudo. Pig (que até o momento mantém o mesmo nome em português) é dirigido e escrito por Michael Sarnoski em seu longa-metragem de estreia e mistura muito drama e suspense ao contar a história de Rob (interpretado por Nicolas Cage), um homem que vive recluso na floresta onde colhe trufas com a ajuda de uma porquinha que vive com ele. Rob vive das vendas desses cogumelos subterrâneos para Amir (vivido por Alex Wolff), um jovem comerciante que almeja crescer no ramo de alimentos, até que um dia ele tem a sua rotina completamente despedaçada por um assalto à sua cabana, no qual qual levam e porquinha que lhe fazia companhia. É aí que Rob, com a ajuda de Amir, terá que voltar à cidade de Portland onde viveu no passado e da qual se afastou há mais de quinze anos se quiser ter uma chance de reencontrar a porca.

Pig é um filme estranho, sim, mas é um filme bem feito e com uma história completamente original. Todos os caminhos que o filme faz para contar uma bela história sobre perda e luto são criativos, mesmo que pareçam forçar a barra vez ou outra, optando por decisões criativas que nem sempre sejam as mais satisfatórias. Ainda assim, o filme é bem dirigido e principalmente bem atuado. Alex Wolff está excelente, como já é de se esperar, e tem tudo para se tornar um dos maiores nomes de Hollywood nos próximos anos. Já Nicolas Cages, que, como sabemos, tem uma carreira marcada por altos e baixos, entrega uma atuação surpreendente e marcante. Não tenho dúvidas de que Cage seja o responsável principal pelo sucesso do filme, que caso fosse protagonizado por um ator menos capaz, seria muito mais descartável. A força da performance de Cage impulsiona o filme às alturas e faz com que ele consiga emocionar, mesmo com seus defeitos de roteiro e com a sua conclusão anticlimática, além de ser um filme praticamente composto exclusivamente por homens. O trabalho de fotografia e o uso de músicas são outros aspectos interessantes e merecem certo destaque, mas no fim das contas, esse é um filme do Nicholas Cage.

Nota 6!

No momento, Pig ainda não está disponível nas plataformas oficiais de streaming ou de aluguel do Brasil.


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: