AQUARIUS – 2016

Um filme emblemático no contexto sociopolítico brasileiro da metade dos anos 2010, Aquarius é também um dos filmes mais aclamados do cinema nacional contemporâneo. Dirigido pelo incrível Kleber Mendonça Filho (de O Som ao Redor e que viria a co-dirigir Bacurau), Aquarius conta a história de Clara, uma mulher de 65 anos que é a única moradora de um edifício antigo, chama Aquarius, que fica numa região valorizada de Recife. Todos os demais apartamentos do edifício foram comprados pela construtora Bonfim, que pretende derrubar o prédio e construir uma novo e moderno condomínio. Nesse contexto, Clara se torna um sinônimo de resistência ao consumerismo exagerado e às forças corruptas que dominam vários setores da sociedade.

Um filme longo, de quase duas horas e meia, Aquarius se esforça no desenvolvimento da protagonista. O filme começa nos anos 80, mostrando o passado de Clara e como ela sempre precisou ser forte para enfrentar os obstáculos mais inesperados, como um câncer de mama. Muito bem dirigido e escrito, Aquarius funciona muito bem como uma metáfora sutil para o momento de conflito político que o Brasil vivia (e vive). Além disso, a atuação de Sônia Braga traz uma enorme força a Clara e é provavelmente o papel mais marcante de uma atriz já muito aclamada.

Nota 10!

Aquarius, que deu o que falar quando, no festival de Cannes, os atores e a equipe de produção denunciaram o golpe sofrido pela presidenta Dilma, está disponível para streaming na Netflix e para aluguel no Google Play e no Looke (clique no link do JustWatch para saber mais).


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: