COW – 2022

Coincidentemente, nos últimos dois anos diversos filmes sobre vacas têm ganhado a minha atenção. Começando com o ótimo indie de época First Cow e passando pelo intrigante drama de realismo fantástico chileno The Cow Who Sang a Song into the Future, ambos adorados em festivais ao redor do mundo, chegamos no documentário chamado simplesmente Cow, da diretora britânica Andrea Arnold (que também dirigiu e escreveu o recente drama American Honey). O filme conta a história da vaca Luma numa fazenda da Inglaterra. E é isso. Temos aqui um documentário que simplesmente trata de acompanhar a vida de uma vaca durante diversos anos. A forma com a qual o filme é feito, no entanto, é o que mais chama a atenção. Praticamente não vemos seres humanos na obra, que pode ser considerada um exemplo de cinéma vérité, ou de cinema observacional, onde a equipe que produz o filme interage o mínimo possível com o ambiente, um estilo também chamado de “fly on the wall”.

A tentativa da diretora aqui é nos fazer sentir um pouco do cotidiano de uma vaca e, na maior parte do tempo, ela consegue. Somos transportados para o universo desse animal já tão conhecido do ser humano, mas ao mesmo tempo tão distante de nós. Ao assistir Cow eu percebi o quão pouco eu sei sobre essa criatura tão fascinante e que sempre fez parte da minha vida. O filme realmente desperta sentimentos únicos por um animal que a maioria de nós enxerga apenas como comida. Luma é muito mais do que isso quando vemos o mundo pelos seus olhos, e chegamos a essa conclusão sem que o documentário gaste um único segundo levantando a bandeira do vegetarianismo ou do veganismo. Simplesmente criamos um carinho por um animal tão sensível e precioso – algumas tomadas da câmera focam nos olhos de Luma e são nesses momentos que nos sentimos mais envolvidos pela vida desse animal que tanto trabalha pelo ser humano. Um dos destaques da de Cow é o uso de músicas, uma vez que o ambiente da fazenda onda as vacas ficam presas sempre mantém músicas pop tocando com a intenção de acalmar as vaquinhas, e diversas vezes essas músicas se transportam para a trilha sonora do filme e nos causam um impacto ainda mais forte. O melhor exemplo disso é com a linda versão de Skinny Love – uma das minhas músicas favoritas do Bon Iver – aqui interpretada pelas mulheres do Woom.

Nota 9.

No momento da publicação deste artigo, Cow está disponível para streaming na Mubi do Brasil. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, já que os filmes estão sempre mudando de streaming, você pode visitar o JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países, para conferir de forma atualizada onde assisti-los! 🎥


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: