À MEIA-NOITE LEVAREI SUA ALMA – 1964

O primeiro filme de terror de longa-metragem produzido no Brasil que também marca a primeira aparição do icônico personagem Zé do Caixão nas telas do cinema, À Meia-Noite Levarei Sua Alma é uma obra que revolucionou o cinema nacional. Protagonizado, dirigido e co-escrito por José Mojica Marins, o filme se passa numa pequena cidade do interior do Brasil e conta a história de um coveiro sádico e cruel conhecido como Zé do Caixão (vivido de forma inesquecível por Marins). Mesmo temido pelos habitantes da região por sua violência e seus trajes sombrios, o coveiro tem uma esposa, Lenita (Valéria Vasquez) e um casal de amigos próximos, Antônio (Nivaldo de Lima) e Teresinha (Magda Mei). Zé do Caixa é obcecado por ter um filho e dar continuidade ao seu sangue e, quando percebe que Lenita não pode ter filhos, decide buscar em Teresinha o papel de mãe, mesmo que isso custe a vida de muitos aos seu redor. O filme é o primeiro de uma trilogia, que é seguido por Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver (1967) e Encarnação do Demônio (2008).

À Meia-Noite Levarei Sua Alma é um filme único. Original em vários sentidos, essa obra clássica do cinema brasileiro ajudou a popularizar José Mojica Marins e seu infame personagem, Zé do Caixão, como o maior nome do terror nacional. O filme, em si, é bastante assustador para os padrões da época e traz um Zé do Caixão que agride de forma sangrenta, manipula psicologicamente aqueles com quem convive, zomba dos dogmas da religião cristã e mata quem cruza seu caminho. Um dos maiores vilões que o cinema do Brasil já criou, o coveiro une diversas características que visavam chocar a opinião pública mais conservadora da época, mas ao mesmo tempo matinha alguns dos aspectos mais tradicionais da nossa sociedade, como a misoginia e o machismo. Essa dicotomia criada pelo personagem é complexa e perturbadora até hoje, e é algo que sem dúvidas ajudou a imortalizar a figura de Zé do Caixão. Ainda mais pelo fato de que muitas vezes, o personagem se misturava com o próprio José Mojica Marins, que fazia diversas aparições públicas como o horrendo coveiro, que infelizmente nos deixou em 2020, após mais de 80 aparições em filmes. Esse legado gigantesco começou com À Meia-Noite Levarei Sua Alma que, apesar de suas limitações da época, é um divisor de águas no cinema brasileiro.

Nota 7!

No momento da publicação deste artigo, À Meia-Noite Levarei Sua Alma (que pode ser encontrado com o título em inglês de At Midnight I’ll Take Your Soul) está disponível nas plataformas oficiais de streaming da Globoplay, Telecine, Looke, Belas Artes, NetMovies e Now. Se você se interessou pelo filme e quer conhecer mais sobre ele, incluindo outras opiniões, abaixo você encontra o link para o Letterboxd, uma rede social de pessoas que comentam todas as obras do mundo do cinema. Além disso, você pode clicar em JustWatch, uma ferramenta que mostra a disponibilidade de filmes e séries em todas as plataformas de diversos países para conferir de forma atualizada onde assisti-los!


Veja também:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: